Astrodestino – Mapa Astral – O céu do momento do nascimento – Lei da Analogia

Postado em 23 de março de 2011 por Andreia Modesto

Horóscopo significa “o que a hora diz”. O astrólogo observa o céu e registra o passo dos planetas para interpretar e compreender o que está acontecendo na Terra naquele exato momento. Esse tipo de pensamento se baseia em uma das leis espirituais atribuídas a Hermes Trimegistos, que pode ter sido um sacerdote egípcio da Antiguidade e estaria gravada na Tábua de Esmeraldas, texto fundamental do Esoterismo: “O que está embaixo é como o que está em cima, e o que está em cima é igual ao que está embaixo, para realizar os milagres de uma única coisa”. É a lei da Analogia ou Correspondência e equivale a dizer: “Assim na terra como no céu”.

Segundo a Lei da Analogia, para conhecer o nosso “céu interior”, devemos olhar para o céu exterior no momento de nosso nascimento. No momento da primeira respiração fora da barriga da mãe, a criança “inspira” as qualidades desse momento, ganha essa constelação interna. O mundo de fora e o mundo de dentro são iguais. Cada um de nós representa um pedaço do céu, encarnado no plano material. O Universo representa Deus, a Unidade. O plano material que habitamos, é um plano múltiplo, dividido em polaridades, macho e fêmea, quente e frio, seco e úmido, baixo e alto…Cada um de nós representa uma parte da Unidade, uma fatia desse céu, uma porção de Deus com uma determinada função a realizar, função que foi determinada pelas ações e escolhas de vidas anteriores.

O trabalho do astrólogo se assemelha ao trabalho do tradutor. Traduz a linguagem do céu. O alfabeto se compõe de signos, planetas, casas, elementos e aspectos formados entre os planetas.

A Lei da Unidade diz que nada no Universo existe separadamente. Não existem “realidades isoladas”. Tudo o que fazemos, dizemos ou pensamos, afeta todo o cenário à nossa volta. A mente cria a matéria e são nossos pensamentos que criam o nosso destino. O desenvolvimento de cada ser humano só é possível se existir uma transformação no seu nível de consciência. Desse modo, a mente evoluída pode criar uma realidade material melhor.

O astrólogo não acredita em acaso. O Universo obedece as Leis Universais e é um Kosmos, palavra que significa ORDEM. Para compreender a ordem e o movimento de nossas vidas aqui na Terra, precisamos compreender a ordem e o movimento dos planetas no céu, a partir da hora do nosso nascimento. A Natureza, como expressão de Deus, se manifesta de modo organizado: a Primavera chega em setembro no hemisfério sul. A Lua Cheia não vem em seguida da Lua Nova mas depois da Lua Crescente. A Astrologia procura entender a ordem da vida de cada um de nós para poder orientar na melhor direção. O instrumento é a análise do céu no momento do nascimento de uma pessoa e no momento da consulta astrológica.

O tempo possui “qualidades”. Hoje não é um bom dia para investimentos financeiros mas é um bom dia para ir ao cinema e espairecer. Muitas pessoas recorrem ao astrólogo porque estão numa fase negativa onde “tudo acontece de ruim” e querem entender o motivo dessas experiências e o prazo em que novas influências mais benéficas irão começar. Será que é hora de mudar de casa? Será o momento favorável para a primeira gravidez? É hora de viajar pelo mundo? Ou seria mais coerente investir nos estudos e progredir financeiramente?

Não existe mapa astral bom ou mapa astral ruim. Tudo vai depender do modo como a pessoa utiliza esse potencial de nascimento. E cada um recebe o mapa que está de acordo com o destino que precisa cumprir. Muitas pessoas têm dúvidas sobre a Astrologia porque acham que os astrólogos serão fatalistas em suas abordagens. Uma dúvida comum diz respeito ao fato de que duas pessoas nascidas num mesmo dia, horário e cidade, possuem o mesmo mapa astral mas muitas vezes têm destinos diferentes e podem reagir à vida de formas diversas. O mapa astral é uma linguagem simbólica. E por isto, comporta interpretações diferentes. Os signos pertencem ao mundo dos arquétipos, o mundo das idéias primordiais. Quando uma dessas idéias ganha forma no mundo material, manifesta-se de muitas formas. O arquétipo do transgressor que Aquário representa, pode tomar forma em James Dean, nascido em 08 de fevereiro de 1931, representante da juventude rebelde nos anos 50 ou em Galileu Galilei, nascido em 15 de fevereiro de 1564, que mostrou coragem ao contrariar as idéias da Igreja na Idade Média.

2 Comentários

  • Anonymous 23 de junho de 2008 em 21:53

    Oi Andreia

    Ficou muito bom o seu blog.

    Parabéns!!
    Abraço
    Norton

    Responder
  • Angelica Ayres 25 de junho de 2008 em 21:31

    Andréia, adorei a idéia do seu Blog! Ficou muito gostoso de ler e, além disso, eu adoro o seu trabalho! Parabéns! Luz e paz.
    http://www.mahatmalivraria.com.br

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *