Crianças e adolescentes do elemento água – Câncer, Escorpião e Peixes

Postado em 9 de julho de 2016 por Andreia Modesto

Uma criança de Câncer poderá ser uma eterna criança, amorosa, dedicada, espontânea e feliz. Alguns cancerianos são a família e amam as referências obtidas dentro da estrutura familiar. Repetem os padrões familiares com vontade e amor. Lógico que existem cancerianos rebeldes, que funcionam como um antídoto da família, mas isso acontecia quando a relação com os pais era fria e distante. Hoje em dia é muito raro, pois as famílias estão sempre atentas às necessidades dos filhos.

Mas, durante muito tempo eu vi cancerianos ressentidos em relação ao que os pais e avós não conseguiram fazer por eles. Câncer é o signo da MÃE e existem duas possibilidades: total entrosamento e afinidade OU nenhum entrosamento e grandes conflitos. Vi mulheres cancerianas que faziam questão de trazer a mãe na consulta e pedir para que ela entrasse (!), já que ela é também sua “melhor amiga”. E vi mulheres cancerianas se benzendo para não repetir o modelo materno e rompidas com a figura da mãe. Os pontos kármicos aqui são muito importantes, assim como a posição da Lua. A Lua em conjunção com o Ascendente, assim como os Nodos em Câncer e Capricórnio colocam a família de origem como cenário principal do desenvolvimento daquela pessoa sejam os laços positivos ou negativos.

Não existem regras em Astrologia. Você pode ter um canceriano ou uma canceriana independente e que sabe se virar muito bem, mas que decide que vai assumir os negócios da família porque se dá conta que os pais não estão sabendo administrar como deveriam. Não se identifica com o “mi-mi-mi” do signo, mas acaba optando pelo cenário familiar na hora de escolher carreira.

A criança canceriana, assim como a criança de Escorpião, pode ser medrosa. Isso significa querer dormir com uma luz acesa ou ter pesadelos. Para os três signos do elemento água, Câncer, Escorpião e Peixes, a confrontação com o mundo material pode ter um lado assustador. Como Touro, pode se tornar uma criança ou adolescente apegado demais à família, recusando experiências que outras crianças e adolescentes adorariam ter como intercâmbios no exterior, ou ainda, passar férias com amiguinhos numa colônia de férias.

O elemento água (Câncer, Escorpião e Peixes) é profundamente tocado pelas experiências da primeira infância e podem ter uma visão muito subjetiva do que realmente acontecia. Talvez sejam os signos que mais atenção necessitam, pois é necessário ter uma medida saudável. Não se deve mimar demais, o que os tornaria totalmente dependentes. É preciso incentivar essas crianças para as conquistas da vida com uma delicadeza maior, pois em alguns momentos teremos a impressão que elas não são desse mundo, que parecem ser de cristal ou que estão viajando na Terra do Nunca, junto com Peter Pan.

A questão das crianças de água é que elas absorvem muito do ambiente familiar e podem ter conexões inconscientes, captando tudo o que os pais sentem, mesmo que eles se esforcem para poupá-las de traumas ou preocupações. Eles sentem, sabem que as coisas não estão tão cor de rosa. São crianças que precisam se sentir seguras e amadas. Elas são um mistério para elas próprias e podem precisar de mais tempo para confiar nesse duro e complicado mundo material.

Se considerarmos a profundidade dos oceanos, vamos entende-las melhor. E a variedade de espécimes que podemos encontrar no fundo do mar. Aqui, me refiro a Câncer e Peixes. Escorpião, regendo os vulcões, não é menos misterioso, essa água quente que brota do fundo da terra quando ela treme.
Deve-se prestar atenção nas oscilações emocionais porque ainda crianças podem mostrar tristeza ou ter crises de pânico. Podem sofrer por antecipação diante das provas e momentos de crescimento.

É preciso fazer um exercício constante mostrando o que é realidade e o que é fantasia na cabecinha dela. E empurrá-la com amor para a liberdade e a autonomia diante da vida. São crianças emotivas e adoram dar e receber carinho. São aquelas que mais se beneficiam de uma orientação espiritual desde cedo e que mais precisam de um ambiente familiar onde exista diálogo e aceitação.

Devem ser incentivadas a desenvolver a autoestima e a autoconfiança, não pelos padrões impostos de fora para dentro, mas pelos talentos e riquezas que possuem dentro delas mesmas. É verdade que Câncer, Escorpião e Peixes são signos de herança. Mas essa herança pode ser também a tendência para a bebida, para a depressão, o medo e o comodismo ou qualquer outro comportamento que ela tenha associado a um “padrão familiar” que inconscientemente ela repete.

Por isso, se você tem uma criança nascida no elemento água e que não tem outros elementos mais fortes como o fogo e a terra, sua maior preocupação deve ser com o ambiente familiar no qual ela se desenvolve, pois a esponjinha vai acabar adotando por muito tempo o que aprendeu com os pais e aqueles que a criaram. Não vai adiantar muito dedicar-se a ela e tentar promover o melhor para ela, se você mesmo estiver com sérios problemas emocionais e afetivos.