Da Lua Crescente a Lua Cheia

  • 3 de julho de 2017

Foi Lua Crescente na última sexta-feira e até o próximo domingo dia 09, a Lua caminha para formar a Cheia, plenitude da relação entre Sol e Lua, masculino e feminino. O Sol está em Câncer, signo regido pela Lua e por isso, da Crescente em Libra até a Cheia em Capricórnio, a roda prateada no céu ganha mais força e significado.

É quando existe mais energia concentrada e alguns momentos são especiais. Nos dias 5 e 6, Sol em Câncer e Lua em Sagitário ensinam que a riqueza da vida exige coragem e valorização da expansão pelo conhecimento. Poder, vontade, entrega e desenvolvimento em todas as áreas.

Buscamos não o conhecimento frio, a informação prática que nos ajuda a funcionar melhor no plano prático. Mas o conhecimento maior, que derruba os muros da mente antiga, nos permitindo compreender um pouco mais sobre a vida. É preciso se liberar de culpas, prisões que inventamos, pensamentos negativos recorrentes e medos para que possamos merecer o melhor nesse plano material tão traiçoeiro em alguns momentos.

Para refletir o que pode ser nossa felicidade nesse plano, é preciso saber o que é que possui um significado maior para nós. Se alguém busca a felicidade na segurança material, outro vai busca-la numa boa parceria amorosa, ou vai priorizar a saúde de ferro que leva à longevidade.

Seria infantil acreditar que a vida seja apenas o lazer e a alegria. O que importa é evitar o sofrimento inútil, a perda de tempo porque se acredita que não se mereça algo realmente melhor e com muito mais valor para cada um de nós.
Encontrei uma citação anônima bem curiosa e bonita.

Ela diz que…”se descobrirmos que nos foi reservado um destino de tristezas e renúncias, poderemos nos consolar e sentir a presença da felicidade bem perto, ao ajudar os outros a encontra-la em suas vidas.”