Dúvidas e perguntas sobre a Astrologia

Postado em 5 de dezembro de 2017 por Andreia Modesto

As perguntas e dúvidas mais comuns daqueles que estão interessados em fazer o mapa astral:

1 – Qual é a melhor data para fazer o mapa astral? Logo depois ou logo antes do aniversário?

Resposta:  Você pode fazer o seu mapa astral quando quiser. Pode pedir ao astrólogo um estudo voltado para o autoconhecimento, ou pedir ênfase nas decisões do momento presente e prognósticos para o período que se segue. Quem tem o  critério é o cliente, pois é ele quem conhece suas crises ou indecisões. Não é preciso esperar pela virada do aniversário para fazer o mapa, pois se a virada do aniversário representa a abertura de um novo ciclo, outros aspectos planetários também são importantes como:

1 – Trânsitos de grandes planetas sobre o Ascendente, ou sobre o planeta regente do Ascendente, ou ainda, sobre Sol, Lua e outros planetas que são pessoais (Mercúrio, Vênus), ou planetas que são os regentes daquela pessoa. Por exemplo: alguém que nasceu em Escorpião, terá que valorizar os trânsitos sobre Plutão e Marte, seus regentes.

2 – Planetas mudando de casas e quadrantes no mapa astral.

3 – Retornos. Embora o retorno mais conhecido seja o retorno do Sol (Revolução Solar) e o de Saturno (preparação para os 30 e depois para os 60 anos), é possível avaliar o retorno da Lua, de Vênus, de Mercúrio …ou seja, todos os planetas com exceção de  Plutão permitem a análise dos retornos. O retorno de Urano é possível para quem chega aos 84 anos.

Se você avaliar sua vida, não viveu crises apenas nos dias que antecederam o aniversário ou logo em seguida, mas em muitos outros meses.

2 – Onde devo passar o meu aniversário para ter um ano fantástico pela frente?

Onde você quiser. Muitas pessoas acreditam que mudando o Ascendente da Revolução Solar elas serão capazes de mudar o destino. E pagam a astrólogos que calculam a latitude e longitude da felicidade.

Não faz o menor sentido. Por vários motivos:

1 – A Revolução Solar tem pouca importância no mapa de previsões. Os grandes acertos e orientações corretas são dados pelos trânsitos e progressões. A Revolução Solar é uma criação alimentada por alguns astrólogos que continuam defendendo com unhas e dentes que é uma leitura fundamental. Não é.

2 – Se o mapa astral é equação de tempo e espaço, só faz sentido avaliar o lugar em que você passa o aniversário SE (e somente se) você continuar morando ali por pelo menos uns seis meses. Caso regresse ao país de origem ou ao local em que mora, é por ali que será calculada a Revolução.

3 – O que é possível fazer é calcular a HORA da virada do aniversário e se você se organizou para passar em Paris, Londres, Nova York ou numa ilha da Indonésia, esse horário pode ser positivo para um brinde, intenção ou meditação. Ponto final.

 3 – É fundamental ter o horário preciso de nascimento?

A maior parte das pessoas tem o horário aproximado e o astrólogo pode fazer (por trânsitos e progressões), ou por avaliação com outros mapas de pessoas próximas do cliente, um acerto de hora no momento da consulta. Todo astrólogo já sabe que o horário é aproximado. As “órbitas” dadas nas datas das previsões/orientações já são  calculadas com uma diferença possível de corrigir esse erro.

4 – É verdade que eu preciso ser mais o Ascendente do que o signo solar depois dos 30 anos?

Você tenderá a integrar todos os posicionamentos do mapa astral de modo mais maduro. Mas o Ascendente só se mostrará com mais vigor se ele estiver ativado no mapa (por trânsitos ou progressões), ou se ele for realmente proeminente dentro da estrutura do mapa de nascimento.

Dois exemplos:

Você possui o Ascendente nos primeiros graus de Capricórnio e Saturno estará transitando por seu Ascendente a partir de dezembro de 2017 e seguindo por toda a sua casa 1 (identidade). Então, mesmo que você tenha nascido com Sol em Libra e Lua em Aquário, estará com certeza completamente em sintonia com esse Ascendente. Mas, se seu Ascendente estiver nos últimos graus de Áries e a Lua em Escorpião, você terá também a força de Urano em Áries (seguindo para Touro) e Júpiter transitando sobre sua Lua. Então, vai vibrar e conhecer melhor a energia de Capricórnio, mas terá espaço e chances para expressar também outras qualidades do seu mapa astral.

Você tem o Ascendente em Leão com o Nodo Sul (Cauda do Dragão) em Leão na primeira casa. Você nasceu numa Lua Nova, Sol e Lua em Sagitário na casa 5 do seu mapa astral. É muito forte a expressão de Leão no seu mapa. Mesmo que Sol e Lua estivessem em outros signos e casas, você teria sido (DESDE CRIANÇA) muito afinado com o seu Ascendente.

Mesmo considerando que o “ideal” seria integrar todos os posicionamentos do mapa astral, ainda é preciso fazer duas considerações:

1 – Você pode sentir que você é maduro, controlado e conservador na carreira e nas finanças, pois nasceu com o Sol em Capricórnio e tem a casa 2 regida por Leão. Mas, possui a Lua em Peixes e Netuno envia trino para o seu planeta Mercúrio. Então, tem um lado seu  “manteiga derretida”, até porque se Leão rege a casa 2, provável que o Ascendente seja Câncer. Você é conservador no trabalho e nas finanças, mas tem um lado espiritualista e emotivo muito forte também.

2 – Você realmente muda com a idade. E se você era um geminiano leve e disperso, tornou-se um jornalista atento à importância do seu trabalho depois de algum tempo. Se você era uma canceriana romântica, tornou-se muito mais criteriosa e exigente depois das primeiras decepções.

Vamos mudando ao longo da vida. Mudamos nossa forma de nos expressar no mundo porque mudamos por dentro. Isso significa que em algumas fases precisamos ficar mais em contato com o nosso planeta Marte (porque montamos nossa empresa), depois nos conectamos com a Lua de modo mais evidente e planejamos os filhos, mais à frente Netuno nos permite parar de trabalhar às sextas-feiras e descer para a praia.

Então, seja quem você é, da maneira mais plena e completa, sem se preocupar se precisa ou não expressar o Ascendente ou qualquer outro planeta com mais vigor.

5 – Porque meu irmão gêmeo que nasceu com um minuto e meio de diferença de mim é tão diferente?

Porque ele é outra pessoa. É outro espírito com o mesmo mapa astral, embora diferença de minutos realmente seja muito pequena. Mas, o mapa astral é uma proposta. É uma proposta de caminho.

É muito comum que os irmãos gêmeos utilizem, provavelmente de modo inconsciente, diferentes aspectos do mapa astral. Já atendi muitos casais de gêmeos e tive a impressão que combinavam, dentro da barriga da mãe, que um deles usaria as influências lunares, enquanto o outro usaria as influências solares.

Já atendi gêmeos univitelinos que pareciam ser pessoas fisicamente muito diferentes, e, no entanto, eram idênticos. Mas era preciso um tempo para poder identificar as semelhanças físicas. Lembro  de um casal em que uma das irmãs era extremamente feminina, frágil e sensível, identificada com a Lua em Câncer e ligada a mãe. Enquanto a outra era vigorosa, robusta, atlética, identificada com o Sol em Sagitário, ligada ao pai e sócia dele nos negócios.

O mapa astral é uma proposta de caminho. E que oferece também as ferramentas para que se tenha uma boa jornada, sem evitar alguns percalços que é preciso passar. Mas cada um de nós tem uma autonomia, tem uma identidade própria e lida com o mapa de diferentes maneiras.

 

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *