Escolha de carreira. Vocação. Para Touro e Escorpião. Nodo Sul em Escorpião-Nodo Norte em Touro

Postado em 9 de março de 2013 por Andreia Modesto

MAPA ASTRAL VOLTADO PARA DEFINIÇÃO DE CARREIRA – VOCAÇÃO – REDIRECIONAMENTO PROFISSIONAL – SEGUNDA OPÇÃO DE CARREIRA DEPOIS DA APOSENTADORIA – Estou revitalizando esse estudo, pois de outubro até agora, a demanda foi apenas dos estudos para orientações para 2013. Continuo fazendo todo tipo de análise e vocês podem encomendar um estudo focado na vida profissional pelo email andreia@andreiamodesto.com

Os signos que escolhi para abordar não foram Capricórnio-Câncer, mas Touro-Escorpião, já que a questão fundamental pode ser:

Como se manter? Como pagar as próprias contas e obter autonomia em relação aos pais?

O eixo Câncer-Capricórnio é o eixo da família e da carreira.

No eixo Touro-Escorpião, a questão é afetiva e financeira. Ganho meu dinheiro por mim mesmo ? Ou faço parte da sociedade com o pai, padrasto, mãe, esposa ou amigos?

Muitas pessoas têm a felicidade de já nascer com uma missão específica e se dizem aos 5 anos que se tornarão médicos, aos 30 já montaram o consultório. MAS são muito raras.

Num mundo em transição, com tantas ofertas, tudo ficou mais complexo. Não vou nem citar aqueles que estendem a adolescência até 35-36 anos (!) e ainda dependem dos pais ou avós porque não abrem mão do prazer e se sentem mais felizes na balada, mesmo que no final do mês seja o pai quem dá o dinheiro para encher o tanque do carro. Essa seria uma outra postagem que talvez se referisse ao eixo Câncer-Capricórnio e Leão-Aquário, abordando o “eterno-jovem” versus o “adulto”.

Adulto é   aquele que participa do mundo em que vive e oferece o fruto do seu trabalho (Capricórnio-Aquário). Alguns integram as duas energias muito bem e tomara que Mick Jagger possa brincar,rebolar e suar até cem anos!

O “eterno-jovem” é aquele que brinca e usufrui e não abre mão do prazer. Responsabilidade? Nem pensar!

Pela falta de tempo, não tenho conseguido fazer a revisão das postagens. Podem aparecer erros de concordância porque escrevo muito rápido.

Segue a postagem:

Não se mistura emoção com dinheiro, saúde ou carreira. Essa é a lição do Nodo Sul em Escorpião ou de qualquer ponto dominante em Escorpião.

Algumas pessoas são bem sucedidas quando se dispõem a assumir negócios de família ou fazem casamentos prósperos nos quais se misturam os anéis e  contas-bancárias.

Todos sabemos que  esses exemplos são raros, e que nas empresas familiares alguém sempre toma à frente e carrega o resto da tribo nas costas, enquanto outros se queixam que não conseguem ter voz porque o irmão ou cunhado é centralizador.

Existem  empresas familiares que realmente deram muito certo, estreitaram os laços de compromisso e de sangue,  e resultaram em exemplos para outras famílias. Para que isto ocorra, dentro da linguagem astrológica, é preciso que o Nodo Norte esteja em Libra, Escorpião ou Câncer ou ainda, na casa  7,  8 ou 4 – casas de casamento, dinheiro e  família.

Tenho muitos clientes com o Nodo Norte em Câncer na casa 4 que substituíram a figura do pai na indústria da família e que se saíram muito bem, pelo exercício firme da autoridade, reconhecida e elogiada pelos irmãos e outros familiares. Tomaram a atitude correta, de acordo com o que o mapa exige e o resultado é satisfatório não apenas financeiramente mas afetivamente.

Não vou me estender muito nessa questão pois não estou fazendo a postagem para falar do Nodo Norte em Câncer-Nodo Sul em Capricórnio. A postagem aborda:

O eixo Touro-Escorpião, seja pela posição dos Nodos ou simplesmente por planetas colocados nos dois signos ou nas duas casas, respectivamente, a casa 2, casa de Touro e casa 8, casa de Escorpião.

Se o Nodo Norte aponta para Touro (Nodo Sul está em Escorpião), pode existir uma tendência a idealizar que a família deve trabalhar em conjunto. Aqui vai pesar o nome da família ou a satisfação dos pais ou avós de “verem todos juntos”, e a vocação individual dos filhos ou netos não tem a menor importância.

Esse já é um ponto negativo. Alguém que se veja obrigado a fazer parte do “projeto de vida do outro”, não tem muita chance de trabalhar motivado. Pode trabalhar mecanicamente, dando conta do recado, mas procurando sair mais cedo para se ocupar do que realmente gosta de fazer, seja criar galinhas, tocar guitarra ou dançar flamenco.

Touro e a casa 2 da mandala astrológica, procuram autonomia financeira. Se o Nodo Norte está em Touro (Nodo Sul em Escorpião)  ou na casa 2 (Nodo Sul na casa 8), é preciso não misturar dinheiro com afeto e não se deixar seduzir pelo que parece ser a “linha de menor esforço” – eu disse que “parece ser”. Existe alguém com um grande, médio ou pequeno investimento, comprando uma franquia ou montando um negócio do zero. Basta entrar e fazer o que tiver que fazer…ou seja, cumprir o papel que o outro precisa, deseja ou idealiza que seja o melhor para aquele filho, sobrinho, neto, irmão, esposa ou marido.

Quem monta a estrutura para o outro, está muito bem intencionado. Muitas vezes a preocupação com a SEGURANÇA do outro é  que motiva a tomar à frente e construir uma situação em que esse outro possa a vir se desenvolver. Raramente esse outro se desenvolve ali dentro. Ou se acomoda,  ou não rende o que poderia render porque não está tocando sua própria vida, realizando o que poderia ser sua vocação. Não existe motivação e na melhor das hipóteses, vai fazendo…

Em muitos casos fica difícil reconhecer quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. Os pais ou tios acabam montando negócios porque os filhos ou sobrinhos demoram tanto a se definir que parece ser a única opção viável.

Astrologicamente, é preciso analisar com muito cuidado.  O Nodo Norte em Touro, na casa 4, casa da família, procura autonomia profissional e financeira mas pode ser que ajude financeiramente os pais lhes dando uma mesada ou que assuma a educação do sobrinho, já que o irmão pode ter uma situação financeira mais instável. Ajudar financeiramente é uma coisa. Colocar os irmãos dentro da própria empresa é outra.

Mas voltando ao primeiro parágrafo da postagem: quando existem muitos planetas na casa 8 ou quando o Nodo Sul está em Escorpião ou a estrutura do mapa se constrói sobre o eixo Touro-Escorpião, é possível que a lição seja não misturar afeto, emoção, dinheiro e carreira.

Se nos descontrolamos emocionalmente, podemos devorar a caixa de bombons, beber em demasia, torrar dinheiro comprando lingeries ou batons, ou jogando a carreira para o alto depois que o chefe passa o dia de cara fechada. O suficiente para lamentarmos depois: o problema emocional continua lá, ganhamos peso, a taxa de glicose subiu, a lingerie ficou apertada e o chefe que nos desagradava foi demitido um mês depois que pedimos demissão. Jogamos a criança fora com a água da bacia.

Muitos pais preocupados, procuram montar negócios para os filhos que parecem dispersos e chegando aos 30 anos ainda não sabem direito o que vão ser quando crescer.

Na maioria das vezes, perdem dinheiro e atrasam ainda mais o processo do filho. A intenção é positiva mas dificilmente o outro vai se encontrar na solução prática que os pais inventaram.

Conheço pessoas com o Nodo Sul em Escorpião ou muitos planetas na casa 8,  que com sucesso profissional nos seus empreendimentos, começaram a colocar familiares e lhes dar alguma chance. Em alguns desses exemplos, ex-maridos, ex-esposas, ex-cunhados, enteados ou até mesmo os amigos “perdidos”, encontraram espaço para tentar atuar. A grande maioria não dá resultado algum porque não tem o talento e as qualidades que a vaga necessita.

Não raro os vínculos se quebram porque quem deu a boa chance lamenta e vê a outra pessoa como ingrata. E quem recebeu a boa chance muitas vezes se sente humilhado e usado por quem pareceu precisar de seu apoio e não soube lhe pagar o suficiente.

Amigos, amigos, negócios à parte.

Amores, amores, negócios à parte.

Filhos queridos, pais dedicados, negócios à parte.

Muitas vezes as pessoas até se mantêm no mesmo segmento mas por terem estilos e ritmos de trabalho muito diferentes, acabam se separando e cada um vai tocar o seu próprio negócio. Podem até se tornar parceiros, individualidades respeitadas.

Trabalho, saúde e finanças são questões muito objetivas, que pertencem ao elemento terra. É todo um processo de construção e não existe mágica.

Se exagerar nos doces, a taxa de glicose aumenta. Para baixar a pressão, o remédio tem que ser tomado às 8 da manhã.

Para perder peso, a equação é matemática. Gasta X e só pode ingerir X menos Y.

Não se tem sucesso da noite para o dia com consistência. Mesmo os artistas, modelos ou esportistas, que se destacam bem jovens,  precisam de um planejamento de carreira ou brilham como um meteoro e como um meteoro despencam.

Não se intui o quanto se tem na conta-bancária. O gerente não inventa uma taxa mágica de juros. Com alguma idade, não existe mais chance de se obter um financiamento por 20 anos à frente. Não se pode fazer dívidas porque se intui que o universo vai mandar o dinheiro…

Enfim, as questões de saúde, finanças e trabalho são muito objetivas. O astrólogo normalmente faz uma leitura em que impera o bom senso simbolizado por Saturno, regente de Capricórnio, energia de maturidade e realização na carreira. Não é à toa que é também o Senhor do Tempo. Muita ralação, bastante suor, planejamento, sapos na garganta e algum talento. A paixão pode ser um ingrediente que  permita nunca desistir.

Com tanta propaganda exigindo que você seja o que você nunca foi, não é,  e  jamais será, nem sempre é fácil descobrir a vocação. Com tanta pressão familiar para que você realize os desejos frustrados dos pais, avós ou tios, a coisa se complica ainda mais. Com tantas universidades ruins, professores despreparados e desmotivados, a coisa se agrava. Batendo de frente com o primeiro chefe e carregando o piano para o gerente júnior, tudo parece desesperador.

Relaxe. Tem solução. Saia da frente da televisão, procure ler sobre o tema da vocação mas evite manuais que prometem muita facilidade nesse processo. Procure ajuda e converse sobretudo com você mesmo.

Prioriza a segurança financeira? Não é um erro. O trabalho será um MEIO? Ou o trabalho será um FIM?

Dinamismo, desafios? Ou estabilidade acima de tudo?

Tem um dom maior do que sua vontade? Ou está com um leque aberto de mil interesses e possibilidades de atuação?

Relaxe. É um processo longo. Mas tem saída desde que exista empenho para encontrar o seu espaço profissional no mundo e atuar de acordo com o que esse caminho exige. A leitura do mapa astral com ênfase na vocação pode ajudar. É uma das muitas ferramentas.

Um trabalho de coaching também pode ser outro modo de se encontrar mas tome cuidado com profissionais que têm fórmulas mágicas e acham que você precisa ser feliz “aqui e agora”, sapateando no abismo. Você pode jogar uma baita oportunidade pela janela porque ele vende a idéia de que você encarnou para ser feliz “full time”. A porta é mais estreita e você pode se arrepender depois.

A solução? Uma dica  que vale para todos os signos, de Áries a Peixes, nascidos em qualquer ano, com qualquer Ascendente ou Lua. Não é fácil nos tempos de hoje, mas era uma prática comum até um certo tempo atrás:

Pense sozinho.