Escorpião – Astrologia, Numerologia e Tarot

Postado em 24 de setembro de 2014 por Andreia Modesto

Nunca é fácil falar sobre Escorpião. Porque nunca é fácil falar sobre morte, dinheiro, sexo, perdas, cura, transcendência, mediunidade. E porque tem uma aura de mistério que vai muito além das sobrancelhas fechadas ou o corpo mignon. Até porque sendo um signo tão rico, existe um tipo de Escorpião que é enorme, alto e largo,  identificado com o gigante Órion – a estrela.

O número de Escorpião não é um dos algarismos do 1 ao 9. É o número 13, associado ao Arcano da Morte. Mas existem também outros arcanos regidos por Plutão, como A Sacerdotisa, que representa Perséfone em muitos Tarôs ou a Roda da Fortuna, a Moîra, dona do destino de todos nós.

Ainda que relegado a outro plano (nem sei qual) pelos cientistas que não conseguiram compreender sua órbita, Plutão continua sendo o maior planeta de mudança, trazendo uma experiência que nenhum ser humano suporta: impotência diante do que a vida nos obriga a viver. O discurso do livre-arbítrio não vai funcionar muito e qualquer argumento é inexistente quando se precisa passar pela experiência de Plutão. Plutão é a morte e a vida e é a força maior do Zodíaco sobre nós.

Mas nem todo Plutão nos obriga a ficar de joelhos, o que Saturno também gosta de fazer de vez em quando. Plutão nos obriga a mudar. Mudar MESMO. Não basta trocar a cor do cabelo ou o endereço. E não é fácil sair da zona de conforto e se propor a matar inclusive alguns valores e verdades que foram os nossos pilares.

A vibração do 13 é uma vibração de tensão e conflito. Não consegui nenhum registro confiável do motivo pelo qual o número ganhou uma tradução negativa. É um número formado por dois algarismos ímpares, criativos e independentes. O 1 tem iniciativa e o 3 é pura alegria. Mas a soma dos dois algarismos dá o 4, que é organizado, metódico, planejado e  tenso. É um número complexo e só poderia ser esse o número de Escorpião.

O Arcano da Morte representando Plutão não é uma figura leve, colorida, fácil de encarar. Melhor seria refletir sobre a Temperança ou os Enamorados, citados na postagem anterior.

Mas as mudanças, as transformações, as perdas estão aí. Dizer que fazem parte da vida, talvez seja uma maneira errada de traduzir a experiência. São a própria vida.

É melhor repetir as palavras de alguém que viveu muito e por isso soube morrer:

“Ninguém quer morrer. Mesmo aqueles que querem ir para o céu, não querem morrer para chegar lá. E a morte é o destino que podemos compartilhar. Ninguém escapa. E é assim que deve ser, porque a Morte é a melhor invenção da Vida. É o agente de transformação da Vida. Limpa tudo o que está velho e abre caminho para o novo.” – Steve Jobs

Se você preferir uma citação religiosa:

“Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo caindo na terra não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto.” Evangelho de João

Algumas pessoas não suportam mudar. São sempre as mesmas, orgulham-se de terem mantido os mesmos valores e posturas de quando tinham 20 anos. O tempo passou. E elas petrificaram. Elas existem, mas não sei se estão vivas.

PREVISÕES PARA ESCORPIÃO – 2014-15 – Saturno estará se despedindo de Escorpião ao longo de 2015. E o ideal é que os nascidos sob o signo de Plutão tenham se organizado financeiramente. E tenham conseguido ter um controle maior sobre as emoções. Como é um signo de extremos, tanto encontramos o Escorpião mais introspectivo, que não revela suas dores, como o outro tipo, que parece um vulcão em erupção, com altos e baixos emocionais que às vezes trazem sequelas para a saúde do corpo físico.

Saturno ensinou que é preciso ter um controle maior. Mas, controle não é repressão. O jogo entre “Plutão” e “Saturno”, pode ter sido de grande aprendizado para os escorpiões que têm filhos. Ou, que cuidam dos próprios pais. Plutão transita sobre Capricórnio. E Saturno se despede lentamente de Escorpião. Mas, ainda que transite por Sagitário, vai continuar demandando controle financeiro. Bons investimentos nos estudos e viagens. É preciso tomar muito cuidado com a comunicação, para não ferir e magoar sem perceber que o outro não está pronto para ouvir ou nem vai compreender bem as suas intenções.

Apesar de Escorpião ser um signo emocional, as grandes questões para 2015, serão práticas. Continuarão a ser práticas, pois essa já foi a tônica de 2012 para cá. O controle das emoções permite que Escorpião funcione melhor no plano material. Os investimentos na carreira são recompensados, podendo existir uma projeção maior…desde que mostre muita flexibilidade e consiga ter um ritmo mais acelerado. Quem tem uma carga emocional muito alta não consegue ter a objetividade que o mundo material exige. Só uma mulher de Escorpião tem coragem de jogar num rio o anel de brilhantes que o marido infiel lhe deu há anos atrás. Bom, sem marido e sem brilhantes…

Muitos escorpiões se queixam que nem sempre conseguem ser otimistas. Estamos falando de um signo que se revela através de extremos. Do mesmo modo que podem mostrar extrema confiança na vida, podem também carregar uma nuvenzinha cinzenta por onde passam e duvidar que as coisas possam ter um final feliz. Apocalipse, gênesis, apocalipse e por aí vamos.

O trino de Netuno ativa ainda mais a intuição que já é uma das grandes qualidades do signo. O período poderá ser fértil, criativo, movimentado e cheio de novidades no cenário das amizades, conhecimento e carreira. As quadraturas enviadas por Júpiter podem tornar a relação com os chefes mais delicada. E por isso, é preciso redobrar a atenção com a comunicação. Mais exposição, mais vulnerabilidade na vida profissional. Chefes autoritários e mandões serão um teste para a evolução espiritual de Escorpião que não deve dizer o que pensa na hora em que pensa. As sociedades que foram felizes e férteis até agora, podem se estreitar mais.

O dia a dia poderá ser corrido, mas as grandes conquistas podem demorar um pouco mais a acontecer. Mas vão acontecer, o que vai dar um sabor especial na hora de comemorar.