Homens cancerianos – Câncer e a Lua – Sensibilidade

Postado em 21 de junho de 2016 por Andreia Modesto

Homens cancerianos são extremamente próximos do universo feminino. Podem ser educadores, psicólogos, médicos ou exercerem funções profissionais chefiando ou sendo chefiados por mulheres. Nascem em uma família de mulheres, sendo os filhos caçulas com duas ou três irmãs mais velhas.

Nenhum outro signo se apresenta de modo tão diferente: como são regidos pela Lua, que muda de signo a cada 48 horas, você poderá notar grandes diferenças entre o canceriano com a Lua em Aquário, mais independente e menos emotivo e o outro canceriano que tenha a Lua em Peixes e que pode viver flutuando ou se afogando com tantas emoções.

Rapazes cancerianos podem ser doces e encantam as mulheres sem grande esforço. A relação com a figura da mãe é sempre relevante. Podem passar a vida tentando se libertar da dessa mãe super protetora, mas acabam se casando com mulheres mais velhas e … protetoras.

Ou podem correr para seu colo da mãezona quando a “vida lá fora” traz desilusões. Normalmente, a relação é boa, amorosa, confiável e íntima. E acabam escolhendo mulheres com o mesmo nome ou nascidas na mesma data da mãe. Isso mesmo: eles podem ter um “Édipo” mal resolvido.

Podem preferir ser conquistados, ao invés de partir para a conquista, o que permite que possam ficar enrolados com várias garotas ao mesmo tempo. Mas costumam ser fiéis, pois a construção da família é o pilar.

É difícil entender que Sylvester Stallone, tão masculino, pertença ao signo das sereias. É nascido no mesmo dia do nada sensível George Bush II, dia 06 de julho de 1946. Eu teria que me debruçar mais tempo sobre as duas personalidades, ou pesquisar melhor a data. Curiosamente, a soma de 06 + 07 + 1946 será 6 – reduzido – o número que se associa a Câncer, lar, família, comunidade, amor, laços.

O príncipe William, nascido em 21 de junho de 1982, Sol e Lua em Câncer, Ascendente em Sagitário, filho da também canceriana Lady Di, forma com Kate Middleton, capricorniana, a família real perfeita e bela. Indiscutivel: um canceriano típico.

Fui pesquisar Tom Cruise, nascido em 03 de julho de 1962, Ascendente em Escorpião, Lua em Leão, produtor e ator de sucesso, com um grande trino envolvendo Netuno em Escorpião, Júpiter em Peixes e Sol em Câncer. Sua relação com a seita cientologia, fundada por Ronald Hubbard, pisciano, já lhe rendeu muitos problemas na vida familiar e profissional. O excesso de elemento água poderia tê-lo tornado suscetível e influenciável demais por falsos gurus?

Gil, canceriano de 26 de junho de 1942, Ascendente em Libra, Lua em Sagitário, misto de filósofo e artista, com Júpiter e Sol conjuntos em Câncer. Gil tem Mercúrio em Gêmeos, o que o torna mestre na comunicação e é meu canceriano preferido.

Câncer parece que tem uma relação imediata, fácil, profunda com a própria alma, com a alma das pessoas e do planeta.

O aspecto mais negativo do canceriano ou da canceriana é a dificuldade em romper com o papel de filho ou filha. A necessidade de estender o vínculo com os pais mais do que seja necessário e saudável. E construir relacionamentos infantilizados onde ao invés de um parceiro incentivar o outro ao crescimento, ficam ambos se protegendo dentro de uma estrutura fechada. Nascer e crescer implica alguma dor – ou bastante dor – vários desafios e a possibilidade de se lidar com o que é novo e diferente. Para alguns cancerianos, tudo isso pode ser ameaçador.

Neruda, Klimt e Nelson Mandela eram cancerianos. Marc Chagall, Modigliani, Proust, Saint-Exupéry, Kafka e muitos outros que “encarnam” a identidade do país em que vivem, ou que servem de canal para a manifestação das necessidades conscientes ou inconscientes das pessoas em seu meio.

Malala Yousafza, a ativista paquistanesa que defende o direito das mulheres estudarem em seu país, é nascida em Câncer. Frida Kahlo também era.

Muito carisma e um destino que muda como mudam as fases da Lua. Para os três signos nascidos no elemento água, Câncer, Escorpião e Peixes, o exercício do tal livre-arbítrio parece ser invenção de outros signos que têm mais controle sobre seus roteiros de vida. Porque chega o destino e traça outro caminho, sem perguntar muito se foi aquilo que se escolheu…Mudam as rotas depois dos tsunamis que arrastam as margens. Mas Câncer confia e prossegue.

Pensei em ilustrar a postagem com Klimt ou Chagall, mas tem um canceriano surgindo como uma nova estrela. Com Ascendente em Libra e Lua em Áries, nascido em 19 de julho de 1976, Benedict Cumberbatch esbanja o charme dos homens regidos pela Lua e enfeita a postagem. Você pode conferir na série Sherlock da BBC no Netflix.