Júpiter em Virgem – Nodo Norte em Virgem – Vênus e Marte em Libra nessa semana

Postado em 10 de novembro de 2015 por Andreia Modesto

Júpiter está conjunto ao Nodo Norte em Virgem. Os Nodos são os pontos kármicos e quando estão em signos do elemento terra, existe uma exigência maior em relação a foco, postura centrada, responsabilidades, atenção aos detalhes, busca do aperfeiçoamento em alguma área específica da vida. A posição de Júpiter pode ser considerada um presente para as crianças que nascem agora, lembrando que em janeiro-fevereiro, a conjunção será exata. E ainda se repetirá antes de Júpiter entrar em Libra, setembro de 2016. Um presente, porque em teoria pelo menos, dá uma boa ajuda para realizar o que precisa ser realizado.

Embora muitos curiosos se debrucem sobre Ascendente, Saturno e Lua, poucos sabem que existem os Nodos Lunares, que são os pontos que registram a bagagem de vidas anteriores e que mostram a direção de crescimento nessa vida de agora. Todos nós temos uma essência, algo que é mais forte do que a energia do signo solar ou da Lua. Embora a posição da Lua também seja uma referência de vidas anteriores e de “posturas condicionadas”. Pode-se analisar o mapa astral visando compreender “de onde vem essa alma” e “para onde vai”. É o Nodo Lunar Norte que sedimenta o caminho a seguir. A partir da leitura dos Nodos Lunares, os outros posicionamentos astrológicos vão se somando e deixando mais claro qual o melhor modo de trilhar aquela estrada.

Uma leitura que queira entender o roteiro de vida de uma pessoa, experiências, desafios, crescimento, não pode excluir os Nodos, ao contrário, deve começar por eles. Sabemos que é preciso relacionar todas as partes do mapa astral para se compreender o todo – mas, começando a traduzir pelos Nodos Lunares, fica mais fácil de chegar a uma síntese, é mais ágil para fazer essa síntese sem risco de errar. Pode-se usar uma imagem: é por aquela estrada que aquela pessoa vai ter que seguir e os planetas e asteroides, além dos ângulos da carta, vão mostrar o que ela tem como ferramenta, como instrumento, quais são suas munições (capacidades, interesses, posturas) para realizar seu desafio de vida.

É por isso que muitos leoninos com o Nodo Sul em Peixes podem se sentir confusos em relação ao próprio brilho. Ou que aqueles que possuem Sol e Lua em Câncer, mas que têm o Nodo Sul em Sagitário podem ser desapegados da família de origem, embora leiam o oposto sobre o que eles “deveriam ser por terem nascido com Sol em Câncer”.

O Nodo Sul é o que se traz das vidas anteriores e deve ser vivido de modo positivo, mas não deve ser o ponto dominante da vida. Ou vamos repetir o mesmo padrão de vidas anteriores e não vai existir nenhum tipo de desenvolvimento. O Nodo Norte é a novidade para aquela alma, as experiências que precisa ter para evoluir, para seguir em frente, para acumular novas visões, para se transformar, para rever valores e condutas. Se a alma permanecesse a mesma de sempre, não existiria nenhuma evolução.

Voltando ao Nodo Norte em Virgem: Virgem estuda, discrimina, determina, seleciona, se esforça, se concentra, produz, cataloga, organiza, como um escultor que não sabe onde começa a pedra mármore, artista, seu trabalho e obra confundidos. Grandes virginianos deixam legados que transformam a ciência, as artes, a educação. Explicam o mundo de uma maneira exata, mesmo que tenham se desenvolvido em algum caminho espiritual em paralelo. E possivelmente, de forma intuitiva, consigam comungar ciência e religião.

Num manual antigo de Astrologia, encontrei algumas considerações para a posição de Júpiter em Virgem: “Natureza tradicional, convencional, com necessidade de organizar tudo ao seu redor. Pensamento lógico, sucesso em comércio, advocacia, ciências exatas. Não gosta de ter sorte, mas precisa sentir-se merecedor dos seus prêmios”. É uma boa ideia sobre Júpiter em Virgem.

Júpiter, regente de Sagitário, preocupa-se com as questões de Justiça e não raro conduz o sagitariano para o Direito ou a Política. Vênus e Marte, que estão em Libra nessa semana, também procuram por um senso de justiça, embora aqui, o sinônimo seja harmonia e equilíbrio nos relacionamentos. Para Júpiter as questões de Justiça passam pela Ética, pela estruturação moral. Enquanto Júpiter pode julgar (como na Mitologia Zeus julgava com frequência, punia, perdoava e recompensava), Libra prefere dar voz a todos e se colocar no lugar do outro. O céu pode despertar o desejo de aperfeiçoamento moral sem que exista um julgamento em relação aos que “são diferentes”. O céu mostra produtividade, favorecimento ou recompensa para quem se esforçar e fizer o melhor e uma satisfação interior muito grande além do apoio das pessoas amigas.

Há pouco tempo recebi uma mãe virginiana. Seu primeiro filho nasceu enquanto ela se dividia entre o trabalho e um Mestrado. A segunda gravidez, que foi um susto, aconteceu durante um período em que o marido ficou desempregado e ela assumiu as contas da casa. Seus filhos reclamam que ela é pouco afetiva, mas para ela, amor é sinônimo de independência. O marido, escorpiano místico e mais sonhador, muitas vezes faz o papel de “mãe”, enquanto ela tem o papel de “cobrar mais dos filhos”, querendo que eles possam dar o melhor de si ao mundo e tenham oportunidades profissionais melhores do que ela conseguiu ter. Virginianos normalmente vão querer que os filhos tenham uma excelente educação formal, com direito a tudo o que pode trazer ampliação da mente e preparação para o mercado de trabalho.

Virgem tanto pode ser o filho que viu o pai se esforçar e ter um trabalho rotineiro e maçante para garantir ao filho que ele se desenvolvesse nos estudos, como pode ser o próprio pai, que abre mão do seu desenvolvimento intelectual para que os filhos possam ter as oportunidades que ele não teve.

A geração nascida entre setembro de 1991 e setembro de 1992 e a geração nascida entre outubro de 1979 e outubro de 1980, possuem Júpiter em Virgem. Nascidos em 1967 e 1968 e também nascidos em 1956 e 1957 devem confirmar se Júpiter estava em Virgem ou se retrogradava para Leão. 1944 e 1945 são dois anos em que Júpiter também transitou por Virgem.

De qualquer modo, todos possuem favorecimento para dar um empurrão no plano intelectual. Júpiter em Virgem é o “saber tradicional”, aquelas horas que voam quando você assiste a uma palestra inteligente sobre História, Psicologia ou quando lê a notícia do jornal sobre alguma nova descoberta que trará melhoras para a saúde do planeta. A maior parte dos virginianos que se consulta comigo, são professores, cientistas, educadores, engenheiros e têm a mente organizada de tal maneira e uma memória seletiva que permite que recordem de detalhes da primeira consulta há muitos anos. Jamais serão aqueles que “são ruins de data” e não sabem precisar quando os eventos importantes de suas vidas aconteceram.

O Nodo Norte em conjunção com Júpiter pode se assemelhar à imagem do burrico que persegue a cenoura que o dono coloca à sua frente. É uma imagem de esforço “gratificante”, a sensação que você tem quando consegue decifrar uma equação matemática depois de algumas horas, o peso mais leve na balança depois de trinta dias sem carboidratos, o fato de que o garçom entendeu o que você pediu quando estava de férias na França, enfim…todos os esforços recompensados e uma baita satisfação com você mesmo.

Superação é uma palavra de Virgem. Ronaldo fenômeno, nascido em 22 de setembro de 1976, tem o Sol no último grau de Virgem, cúspide Libra e Lua em Virgem. Lua em Virgem e Sol em Libra no mapa astral de Serena Williams, tenista premiada.

Virgem é um signo de “maestria”, perfeição, você mostrando ser “muito bom naquilo que você faz”. Como um signo do elemento terra, é lógico que é preciso trabalhar sobre uma pedra bruta, um talento natural. Eu poderia estudar a vida inteira e jamais me tornaria uma cantora ou chef de cozinha. Não existe nenhum talento para isso. Mas alguns diamantes raros são lapidados de tal maneira que só resta mesmo ficar fascinados ao vê-los e ouvi-los. B.B.King era nascido em Virgem, 16 de setembro de 1925. Eric Clapton, ariano de 30 de março de 1945, com Júpiter em Virgem no mapa de nascimento, várias vezes o chamou de “Mestre”. Tocaram juntos e dividiram no palco o talento, a beleza e a perfeição para alegria dos fãs.