Lua Crescente e Lua Cheia – abril e maio de 2015 – Considerações sobre aspectos astrológicos

Postado em 20 de abril de 2015 por Andreia Modesto

Nos últimos dias tive que descartar muitas postagens do blog (mais antigas), para que ele fique mais leve e possa se encaixar no próximo formato. Muitos perguntam por que não faço um blog “como outros”, em que as posições planetárias sejam explicadas didaticamente como num livro ou manual. Em primeiro lugar porque já existem muitos blogs ou mesmo livros com esse tipo de informação.

Em segundo lugar por que seria reduzir a Astrologia a “pedaços” que muitas vezes fazem todo sentido do mundo e outras vezes não fazem sentido nenhum. Não é possível dentro de um blog e talvez nem mesmo numa sala de aula, dar conta de toda as traduções possíveis.

O mundo material é múltiplo. A unidade se revela em muitas facetas diferentes. Se Mercúrio R em Virgem conjunto ao Ascendente é comum nos mapas de matemáticos, também é comum nos mapas de comerciantes. Ou daqueles que mentem compulsivamente e acabam acreditando em suas mentiras. Cada um é cada um.

Acabei de fazer o estudo de duas crianças, irmãos ainda bem pequenas, nascidas em Escorpião, ambas com temperamentos fortes. O caçula tem Plutão no Ascendente e o primogênito tem Saturno no Ascendente. Em teoria, o caçula poderia ser muito mais explosivo do que o irmão. Plutão não gosta de ser contido e Saturno traz a consciência do limite.

Ambos têm a Lua no elemento AR: Lua em Gêmeos e Lua em Libra. No entanto, é o mais velho está tendo problemas com sua agressividade mal canalizada. Não há nenhum indicativo no mapa de que ele fosse mais vulnerável às explosões dos vulcões escorpiônicos. Com Saturno no Ascendente, seria fácil esperar que ele conseguisse se conter mais.

TALVEZ a dificuldade possa ser compreendida a partir de uma relação conturbada com a figura do pai, muito ausente. Ou, mistério dos mistérios, aquele espírito tem mais dificuldades do que o outro, algo que um astrólogo não teria ferramentas para medir. Ou ainda, como já ouvi: “- todo primogênito deveria receber uma indenização por funcionar como um tubo de ensaio para os pais, o que pode gerar reações descontroladas ou reprimidas demais.”

Por isso, evito fazer traduções muito amarradas. Tudo o que está escrito pode ser traduzido daquela maneira ou de outras maneiras. Vai depender do contexto do mapa. Traduzido dentro do que é coerente aquele símbolo. Saturno jamais será leve ou luminoso, embora possa trazer recompensas. Mas é possível que muitas pessoas façam de conta que não estão sentido Saturno sobre suas costas, por que têm uma estrutura mais jupiteriana. Pode ser um jeito sábio de viver para algumas e um desastre para outras.

Acredito que a maior parte das pessoas queira ler algo diferente, que possa abrir alguma janela nova e que a ajude a confirmar que a sua desconfiança tinha fundamento. Não é raro que alguém duvide da Astrologia porque nunca conseguiu a identificação com o signo solar ou qualquer outra posição astrológica do seu mapa.

Abrir uma janela para dizer que o Sol na casa 10 promete sucesso profissional ou que a Lua na primeira casa trará gravidez durante a adolescência, não só é perda de tempo (para o autor e o leitor), como pode ser um grande equívoco. Se o Sol na casa 10 receber oposição de Plutão na casa 4, o processo de escalada para a casa 10 poderá ser sofrido demais. OU tão desafiador que o sujeito não tire isso da cabeça até “chegar lá”. Será preciso ver o contexto todo. A Lua na primeira casa pode revelar um instinto maternal para com amigos e até mesmo colegas de trabalho em mapas onde a presença de Urano na casa 5 dificulta o desejo de ser mãe.

Recebo clientes assustados com leituras fatalistas que podem vir a se concretizar se eles não se permitirem um questionamento. Porque todo bicho papão que carregamos em nossas mentes, por criação e permissão nossa, nos pegará na esquina. É importante que a Astrologia não se torne um instrumento que assusta ou paralisa as pessoas, mas que não se torne também um refúgio para a alienação e a busca de soluções fáceis e mágicas.

Todo posicionamento astrológico só pode ser traduzido dentro de um contexto. Na relação com outros posicionamentos. Não existem verdades absolutas e muitas vezes os planetas, signos, casas e aspectos me pareceram ferramentas para se cumprir o que se precisa cumprir através do Nodo Norte. E mesmo a tradução do Nodo Norte vai depender da história de vida daquela pessoa – nesta e em outras vidas.

Se o Nodo Norte na casa 5 pode falar de experiências de crescimento através dos filhos (a mãe que se torna empresária do filho artista ou a mãe que lida com algumas dificuldades de aprendizado do filho etc.), também pode marcar aquele que escolheu não ter filhos biológicos e vibra a casa 5 porque é um artista plástico ou bailarino.

Enfim, a vida é uma experiência mais elaborada do que qualquer manual de autoajuda dê conta. Se alguém é feliz viajando com uma mochila nas costas, outro alguém pode ser feliz plantando flores e frutos em sua horta. E mudamos, trocamos de interesses, estilos, posturas – o que pode ser analisado pelos trânsitos e progressões.

Acho que todos nós gostamos de verdades muito rígidas. Talvez nos façam nos sentir seguros. Na semana passada não consegui convencer dois possíveis novos clientes que não precisariam aguardar até a data de aniversário para fazer o estudo astrológico. Estão extremamente angustiados, mas como ouviram dizer que é preciso fazer o estudo somente na semana do aniversário, então, ficaram com essa verdade e com a angústia.

Quem tem o Ascendente em torno de 4 graus de Sagitário ou nos últimos graus de Escorpião, enfrenta Saturno transitando pelo Ascendente, um dos maiores trânsitos que alguém pode vivenciar, sobretudo para a carreira. Quem tem Lua ou Vênus em torno de 17 graus de Áries ou Libra, enfrenta Plutão por quadratura e Urano por oposição ou conjunção, o que não é café pequeno. Mudanças na vida amorosa, familiar, talvez mudança de residência, rupturas, mudança de estilo, gastos financeiros, viagens, mudanças ideológicas, problemas de saúde, tudo isso ou nada disso, pois já fiz estudos em que um determinado posicionamento astrológico era vivido ATRAVÉS de um irmão, da mãe ou do pai.

Ou ainda, através do parceiro afetivo, já que Vênus está ali. Uma tradução viável é que a sogra (Lua), pessoa de mais de 80 anos, caiu (Urano) e está se recuperando com dificuldades (Plutão). O marido (Vênus) está arcando com as despesas (Urano e Plutão em aspecto com Vênus) e tem se deslocado para ver a mãe que mora em outra cidade (Urano-Vênus), tendo o intuito de convencê-la a mudar de cidade (Urano-Lua) para vir morar com o casal.

Sei que é Marte que é considerado o símbolo do parceiro afetivo nos mapas das mulheres. Sol, Marte e Saturno podem se referir ao marido e ao pai (ou irmãos homens). MAS, na prática, tudo isso se mistura muito. Não é possível estudar Astrologia sem testar os conhecimentos. É por isso que é preciso praticar a Astrologia, para descobrir que muitas crianças de 2 aninhos já manifestam mais o signo Ascendente do que qualquer outro, sem que necessariamente Júpiter, Marte ou o Sol estejam perto desse signo.

Se lidamos com a própria vida buscando idealizar o tempo todo, podemos ficar satisfeitos momentaneamente. Quando a vida se expressar de forma clara, o choque poderá ser muito grande. É o caso do Touro que acredita que num determinado momento a fortuna surja, ou ainda, do Libra que espera o amor perfeito. Peixes que deseja ser acolhido nos céus como alguém especial ou Gêmeos que continua investindo no irmão imaturo. Precisamos de fantasias, mas não podemos nos esquecer que são fantasias. Dessa maneira nos equilibramos melhor entre tudo aquilo que gostaríamos de viver e o que efetivamente conseguimos ou podemos viver. Sempre tentando chegar mais perto do nosso ideal. Nem sempre desistir é sinônimo de fracasso ou preguiça. Pode ser sinônimo da sabedoria e grandeza em reconhecer os próprios limites.

Dia 25 de abril – 20 h 55 m – Lua Crescente – Sol em Touro, Lua, Juno e Júpiter em Leão. Boa data para pedir gravidez ou resolução de problemas relacionados com filhos. Criatividade. Boa data para os arquitetos ou artistas plásticos. O Ascendente estará em Sagitário reforçando a natureza de prosperidade dessa posição da Lua.

Dia 04 de maio – zero hora 43 minutos – Lua Cheia – Sol em Touro, Lua em Escorpião. Ascendente em Aquário, chances de pedir viagens e bons amigos, saúde e desenvolvimento espiritual. Sendo a Lua Cheia sempre associada a vida afetiva, casamento, parcerias. Peça amizades e amor com profundidade e total sintonia espiritual. Pessoas que de modo positivo se ajudem na evolução para a espiritualidade. É o Festival de Wesak dos budistas.

Na madrugada do dia 30 de abril, Mercúrio entra no signo de Gêmeos. A Lua Cheia se dará com Mercúrio e Vênus em Gêmeos, o que facilita a comunicação para todos os signos, salvo para aqueles que estão mais pressionados por Saturno ou assustados com Plutão. Se você tem algum conhecimento da Astrologia, posicione os planetas no seu mapa e veja – reconheça com qual deles você mais está sintonizado.

Não se obrigue a viver uma configuração planetária conforme o figurino exige. É possível que esteja mais em sintonia com Netuno e Quíron que se encontram em Peixes. E que tenha optado por uma fase mais tranquila, trabalhando menos e dando uma atenção maior à saúde. Ou, que o maior acontecimento dos últimos tempos tenha sido o seu curso de fotografia.

Se ficar com receio que Mercúrio e Vênus em Gêmeos possam trazer fofocas no seu ambiente de trabalho ou família, não esqueça que Saturno está em Sagitário, ensinando que se a palavra é de prata, o silêncio é de ouro.