Lua no elemento água: Lua em Câncer, Lua em Escorpião, Lua em Peixes.

Postado em 5 de novembro de 2016 por Andreia Modesto

Lua no elemento água – Câncer, Escorpião e Peixes. Sensível, vulnerável, inconstante, profunda, misteriosa. Positiva ou negativa dependendo do contexto do mapa. O ideal é que esteja colocada nas casas 9, 10 ou 11, pois estando nessas três casas de ideais, carreira, amizades, futuro, ela tem maiores chances de ser bem canalizada. Oscilam emocionalmente, como oscilam as ondas do mar. Mediúnicas, possuem poder de cura. O problema maior é o descontrole emocional e a tendência a tristeza e melancolia. Escolhi Nelson Mandela, nascido em Muezo, África do Sul, em 18/07/1918, com a Lua em Escorpião, mas fiquei indecisa com outras Luas em Escorpião: Mark Zuckerberg, Beyoncé, Will Smith, Gisele Bundchen, Lady Gaga, Jenifer Lopez…

O elemento água sente, intui, emociona, transcende, aprofunda, mergulha, transborda, se encharca, absorve, transforma, fantasia, dilui, dissolve, amolda, lembra, relembra, esquece, perdoa, vinga, entrega, aceita, cede, contorna, cede, descontrola, engana, assusta, desiste, depende, cura, alivia, inspira, cria, divide, confunde, mistura, alquimiza, afoga, esconde, revela, resgata, acredita. Sensível, introspectivo, carismático, misterioso

Algumas pessoas mergulham tão fundo em si mesmas que acabam se isolando ou perdendo o contato com isso que chamamos de “realidade”, o mundo aqui fora. O problema maior da Lua no elemento água é a dependência emocional que pode existir de outras pessoas e a dificuldade em se liberar do passado. Se existirem aspectos no mapa astral que tragam discernimento, senso de realidade e praticidade, então, tudo se equilibra. São muito comuns nos mapas de artistas e políticos, pessoas que não passam despercebidas pelos outros.

Lua em Câncer – o maior problema é existir dificuldades em se libertar do passado ou das influências de família; na primeira casa é um posicionamento oito ou oitenta; positivamente são criativas, prósperas, generosas, mas podem chegar aos 80 anos remoendo a infância difícil onde acreditam terem sido preteridas por um irmão; na verdade, na maior parte das vezes são pessoas muito queridas por todos e até mimadas. Pode trazer chance de ganhar peso e ser influenciável demais pela figura da mãe; mas é generosa, feminina, doadora, sensível, intuitiva. Pode existir um “complexo de mãe” ou um “complexo de filha/filho” se for mal canalizada. É comum nos mapas de médicos e psicólogos, nutricionistas e professores. Cuida, conserva, guarda, protege, nutre, alimenta. Mas é preciso cuidado para não sufocar com receios e medos. Homens com a Lua em Câncer podem preferir trabalhar em casa, cuidando dos filhos, enquanto a mulher faz o papel masculino.

Lua em Escorpião – profunda, misteriosa; pode se deprimir, as emoções oscilam demais e não entende seus próprios anseios e necessidades. Comum nos mapas de grandes herdeiros, gente que faz muita fortuna, mas também é comum nos mapas daqueles que perdem muito dinheiro. O elemento água é um elemento que se revela no oito e oitenta, ou seja, nos excessos. É um elemento muito rico. Tudo depende da fase da lua e das marés. A Lua em Escorpião positivamente pode levar para a área da Medicina, pois possui poder de cura e é inteligente e tão profunda que muitos cientistas possuem esse posicionamento. Sensual, sexy, capaz de viver muitas transformações ao longo da vida. Mística, seguidora de gurus e mestres. Tem sonhos reveladores, está sempre conectada com um sentido superior para a vida. Supersticiosa, exagerada, teatral. Ou, muito escondida, muito tímida, muito reservada.

Lua em Peixes – Uma das luas mais sensíveis que pode existir. Comum em mapas de médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, educadores, músicos, artistas de modo geral. Despojada. Pode ser o professor de Yoga ou de Meditação. Favorece também as atividades comerciais. Bem dispersa, pode delirar de vez em quando, perdendo a noção dos limites. Você pergunta uma coisa, responde outra. O ideal também é que esteja colocada na casa 09, 10 e 11 do mapa astral, de modo que possa ser canalizada objetivamente. Na parte inferior do mapa pode ser muito infantil ou refém das emoções. Nas casas de água, casa 4, casa 8 e casa 12, mostra uma relação estreita com o inconsciente e questões kármicas importantes para serem trabalhadas.

Positivamente, além dos anseios espirituais, oferece poder de cura. São aquelas pessoas que transmitem serenidade a todas as que estão seu redor. Precisam fazer um exercício constante de analisar, avaliar, ter discernimento e poder de crítica de modo a não se deixar “encharcar” pelas emoções confusas. Se mal canalizada, pode gerar acomodação ou medo de viver. Por outro lado, pode também ter capacidade de mobilizar outras pessoas para atividades sociais em grupo, ou trabalhos voluntários.