Mapa Astral

Postado em 28 de junho de 2011 por Andreia Modesto

O descrédito que algumas pessoas têm em relação a Astrologia, freqüentemente resulta do fato de terem se frustrado com leituras muito “massificadas”.

É preciso tomar cuidado com o conhecimento veiculado através da Internet. Os estudos feitos por escrito, à distância, os relatórios, podem mais atrapalhar do que ajudar.

O papel do astrólogo é  fazer a síntese, interpretar de verdade e não apenas ficar listando os posicionamentos do mapa. Ou corre-se o risco de parecer um quadro surrealista, no momento em que se confrontam posicionamentos conflitantes.

Maria tem Urano em Escorpião no Ascendente no mesmo signo e no estudo feito por escrito, surge a seguinte e correta interpretação:

“Uma personalidade inquieta, curiosa, que precisa de liberdade, espaço, movimento. Avessa a rotinas, tem suas próprias idéias mas pode se mostrar inconstante pois percebe que tudo na vida está sempre em transformação. Gosta de mudanças, detesta rotinas e não suporta se sentir presa ou controlada.”

Acontece que Maria também tem  Sol e Lua em Touro na casa 7 e um pouco mais à frente, ela vai ler no mesmo relatório:

“Procura segurança no amor e nas finanças. É conservadora, tem medo das mudanças e vive procurando um relacionamento estável. Adota rotinas que permitam que continue se sentindo segura pois tem muito medo de tentar novos caminhos e arriscar.”

O que a Maria faz? Desacredita da Astrologia. O mapa feito por escrito tem que ser obrigatoriamente feito por um astrólogo de modo individualizado. Ou você vai ser interpretado como um Frankenstein, vários pedaços, uma esquizofrenia astral. O papel do astrólogo é fazer a síntese, encontrar o sentido do mapa. Qual é a proposta do mapa de Maria? O Nodo Norte está em Touro na casa 7? Então,  a meta é mesmo a segurança? Ou o Nodo Norte está na casa 9 em Leão e ela deve bater asas com Urano e ir morar em outro país?

A questão é que nenhum ser humano é a soma de parágrafos soltos que podem não fazer sentido algum e mais confundem do que ajudam.

Quem consultar sites ou blogs que fornecem material a custo baixo sobre posicionamentos astrológicos – seja lá o que for – sinastria, karma, mapa natal, trânsitos…tem que tomar um cuidado grande, procurando ter um olhar crítico sobre o conteúdo dos mesmos. Alguns sites são muito bons porque ajudam a calcular gratuitamente e oferecem boas traduções mas não se pode esquecer que a leitura é mais ampla e complexa do que aquele trecho.

O leitor poderá se reconhecer em muitos trechos e outros podem não fazer nenhum sentido. A trama da vida, o significado das experiências é esse fio invisível, que permeia, vai construindo e ajudando a escolher direções.

A função do astrólogo (não importa que linha de interpretação adote) é exatamente essa: interpretar, traduzir, encontrar o fio da meada, ajudar a ampliar a percepção sobre si mesmo.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *