Nodos Lunares e sua importância na leitura astrológica

Postado em 20 de julho de 2017 por Andreia Modesto

Nodos Lunares – o caminho do espírito – Acredito ser superficial qualquer leitura astrológica que não inclua a análise dos Nodos. Torna-se uma leitura muito focada nas reações e qualidades que aquela pessoa tem, mas que não explicam nada de mais profundo sobre suas experiências.

Ok, ela pode ser intuitiva, curiosa, expansiva, tagarela. Ou, pode ser tímida, insegura e melancólica. Mas, nenhuma dessas qualidades vai explicar porque é que ela nunca consegue parar em um trabalho ou porque o dinheiro escapa pelos dedos. Ou ainda, porque é que aos 26 anos de idade, já perdeu os pais e um irmão mais jovem ou porque aos 50 anos de idade só atraiu pessoas já comprometidas para sua vida amorosa.

Os Nodos apontam a trajetória que aquele espírito percorre. Como ele entra no mundo material, com qual bagagem (Nodo Sul ou herança das vidas anteriores, ou ainda, Cauda do Dragão) e para onde está indo, que tipo de características deverá desenvolver e quais as novas experiências de vida.

Com o Nodo Sul em Touro ou na casa 2, as experiências de vidas anteriores foram experiências de posse em relação a pessoas, bens, valores. Caminhando para Escorpião ou para a casa 8, aprenderá o desapego, o desprendimento. Como isso vai acontecer? Por experiências que o destino trará como divórcio ou quebras afetivas? Ou ela própria buscará essa nova compreensão sobre a vida? A estrutura do mapa fornecerá essas pistas.

Por exemplo, se o Nodo Norte ou Cabeça do Dragão está em Escorpião numa estrutura que tenha a Lua em Peixes ou Plutão, regente do Nodo Norte, conjunto ao Sol, será impossível resistir a essa revisão de valores. E é possível que a própria pessoa já procure, por um caminho espiritual, um novo olhar sobre os relacionamentos, se tornando menos ciumenta. Ou sobre os bens materiais e dinheiro, entendendo que não pode reter demais, mas é preciso fazer com que o dinheiro “circule”.

Existem muitos librianos que são absolutamente firmes nas decisões e que vibram o signo regido por Vênus porque estão ligados às artes e à beleza como hobby. E existem arianos que embora pratiquem alguma luta marcial e adorem motocicletas, são indecisos na hora de tomar decisões na carreira e inacreditavelmente, preferem não se expor. Acredite essas pessoas existem. E é esse tipo de pessoa que mostra o quanto o estudo astrológico precisa ser profundo e feito do modo mais particular.

Será possível encontrar um leonino que prefere ter sócios (ou seja, dividir o poder), se o Nodo Sul estiver em Libra na casa 8. O que ele traz das vidas anteriores é o impulso na direção das outras pessoas e gosta de “se sentir parte de um time”. O Sol em Leão poderá estar na casa 5 ou 6, o que reforça a produtividade e criatividade, mas a tendência de vidas anteriores é fazer “junto com as outras pessoas”.

O aquariano que tem o Nodo Sul em Capricórnio tem uma postura extremamente conservadora, bem diferente do que lê sobre as irreverências do seu signo solar. Quem tem o Nodo Sul em Gêmeos, pode não compreender porque o relacionamento com os irmãos é tão complicado, já que o seu maior desejo seria se dar muito bem com todos os familiares.

Se os Nodos estão no eixo casa 12-casa 6, questões de saúde são motivo de reflexão ao longo da vida. Se Urano envia quadratura para os Nodos, muitos imprevistos viram a vida de pernas para o ar. Se Júpiter faz conjunção com o Nodo Norte, além de viagens, pode-se ter alguns bons golpes da sorte.

A análise dos Nodos, que sempre foi a base da Astrologia Hindu, é o que mostra o sentido maior da vida e das experiências de cada um de nós. Se não avaliarmos os Nodos, ao final de uma consulta astrológica, o cliente sairá sem ter entendido o que ele realmente veio fazer nessa vida de agora. Não encontrará respostas para experiências de frustração ou e dificuldades que foram os grandes desafios que encontrou.

Com a leitura dos Nodos, podemos entender melhor o nosso lugar nesse mundo, os motivos que nos levaram a vivenciar determinadas experiências e obtemos também as orientações para encontrar saídas e ter as melhores reações.

Talvez possamos sofrer um pouco menos. Com certeza, a tomada de consciência sobre o que representa a nossa missão de vida, confirma muitas das impressões que já tínhamos sobre nós mesmos e nos fortalece. O Nodo Norte poderá ser vivido com mais alegria, pois a função do karma (carma), não é o castigo, mas o ajuste, o equilíbrio que cada um de nós precisa alcançar.