Peixes e as previsões para 2015 – Vibração do 7 e do 9

Postado em 24 de dezembro de 2014 por Andreia Modesto

As previsões gerais de Libra a Aquário estão no site. Segue a partir de Peixes.

Peixes é o último signo do Zodíaco e por isso, podemos imediatamente associá-lo a vibração do número 9, último algarismo, final do ciclo, para alguns, símbolo de redenção. Mas, é possível também reconhecer a vibração do 7, número da busca da sabedoria pela reflexão e observação da vida.

Afinal, um signo não precisa ser associado a um único número. É bastante óbvio que Áries contém toda a vibração do número 1, mas outros signos, sobretudo os signos de água, podem ser mais complexos.

O 7 é considerado o número sagrado, aquele que é o receptáculo de energias superiores. Um número de mistérios, reclusão, solidão e silêncio. É um número que pode ser facilmente associado a Sagitário, lembrando que Júpiter era o antigo regente de Peixes, ao lado de Vênus, a exaltação do signo. Um número de não-ação, contido, fora do mundo material, comum nos mapas de médicos e outros profissionais dedicados da área da saúde.

Compaixão, generosidade, calor humano e amor universal são características da vibração do número 9. E também são palavras que remetem a Peixes, solitário e solidário, louco e compassivo, artista, criador, exagerado.

2015

A entrada do Sol em Peixes acontecerá numa Lua Nova de fevereiro, Sol , Lua, Netuno, Quíron, Vênus e Marte em Peixes. Mercúrio em Aquário. Saturno em Sagitário quadratura Sol, Lua e Netuno.

No segundo semestre, Júpiter em Virgem, em oposição aos planetas em Peixes, como um puxão de orelhas, cobrando amadurecimento diante das questões práticas da vida como progredir nos estudos, organizar melhor a agenda, cuidar mais da saúde. O que a quadratura de Saturno na abertura do signo já questiona.

O desafio é integrar a sensibilidade com a praticidade. Aceitar os desafios do mundo material entendendo que eles não impedem que Peixes continue sendo um signo “fora desse mundo”. Talvez as barbatanas jamais se tornem pés humanos e muitos piscianos frequentemente sentem desconforto com sapatos.

Sob a conjunção de Netuno, toda a sensibilidade pisciana aflora, uma onda de serenidade ou um tsunami de medos e receios. Um signo de oito ou oitenta, excessos e direções contrárias, apontadas no símbolo do signo duplo de Netuno.

Renovação nos relacionamentos. Estudos, aprimoramento e realização profissional. Viagens planejadas. Maiores cuidados com a saúde. Novas metas de futuro de modo geral. A vida financeira vai pedir um pouco mais de atenção, mas todo investimento em estudos e viagens, trará um retorno certo.

Relacionamentos serão importantes durante todo o período. Parcerias, amizades, associações de todos os tipos. Peixes tem capacidade para se amoldar e por isso, consegue ser aquele bom amigo que compreende e não julga.

Envolvimento com questões sociais ou trabalhos voluntários, poderá ser fonte de grande satisfação.

É possível que muitos piscianos reconheçam ao final de 2015 que o ano foi dedicado a uma nova fase profissional, mais madura e com uma produtividade maior. Terão cumprido a energia de Saturno e Júpiter, terão conseguido mostrar uma objetividade que é rara para a maior parte das pessoas nascidas em Peixes.

A sensibilidade transborda e toma forma no plano material como deve ser. Torna-se instrumento, ferramenta de evolução para o próprio pisciano e de ajuda para um grande número de pessoas ao seu redor. Peixes costuma agir por impulso e intuição, mas consegue um grau maior de percepção sobre sua vida e os seus resultados serão mais tangíveis.

Só é preciso averiguar constantemente a saúde, de modo que não seja surpreendido por problemas de saúde sem sintomas claros.

Muitos tarólogos associam a carta da Torre a Netuno. A Torre me parece ter relação com Urano ou Plutão. Netuno pode ser associado ao MUNDO, encerramento de ciclo, síntese, dissolução, semente para a próxima experiência de vida.