Júpiter oposição Plutão 4

Postado em 7 de maio de 2013 por Andreia Modesto

Você pula da cama, se joga no chuveiro,  veste a roupa adequada, engole um café e bate a porta de casa. Chama o elevador e dá bom dia ao vizinho. Está começando a ingressar na casa 10,  começa a viver o seu lado “Capricórnio”. No hall do prédio, impaciente e atrasado,  recebe as primeiras mensagens do chefe no celular. “O mundo lá fora”, o mundo do trabalho e das funções sociais, pertence ao espaço da casa 10 e à energia de Saturno-Capricórnio.

Alguns executivos ou empresários do mundo atual, contratam outros profissionais que possam ajudá-los a “vestir” melhor esse papel ou “persona” se preferirem utilizar um termo junguiano. São acompanhados em reuniões e nas suas rotinas mais simples para tomarem atitudes de acordo com o que o “papel” saturniano exige.

Você chega em casa cansado, depois de uma longa jornada de  trabalho,  bate a porta e se joga no sofá. Desliga o celular e aperta o comando da TV.  Começa o cenário de Lua-Câncer, a casa 4, “aconchego do lar”, mesmo que seu moderno loft tenha 38 metros quadrados. Esse “mundo de dentro” é  intimidade. Você pode fechar as cortinas, vestir seu pijama, deixar a pia cheia de pratos e não dar satisfação para ninguém.

Por isso, o “home-office” é o símbolo maior da integração Câncer-Capricórnio, eixo ativado pela oposição Júpiter-Plutão no segundo semestre de 2013.

Plutão transitando por Capricórnio, derruba as estruturas, traz à tona o que estava sendo escondido. Nos últimos tempos, os horrores do “trabalho escravo” em muitos países foi denunciado. Veio à tona uma faceta nada glamourosa de como se coloca o glamour nas prateleiras das grandes lojas de moda do planeta.

Esse é um exemplo negativo, mas qualquer empresa que esteja se preparando para abrir capital ou para ser comprada por uma outra empresa, estará num processo plutoniano e uraniano, reformas, transformações, novos gerenciamentos, novas diretrizes.

Há pouco tempo os jornais brasileiros noticiaram que o antigo vilarejo de Canudos,  liderado pelo místico pisciano Antonio Conselheiro ressurgiu em função das eternas secas do sertão baiano.  Esse processo pode ser explicado astrologicamente pela oposição Plutão-Júpiter no eixo Capricórnio-Câncer.  É possível que muitos se inspirem para estudar o tema esquecido sob as águas do açude há 44 anos.

Há pouco tempo uma cliente teve um processo plutoniano. Sua memória foi ativada pelo fato de mexer em velhos álbuns de fotografias para organizar a casa da recém-falecida avó.  Memórias (Câncer) foram ativadas por rever suas próprias imagens ou fotos de outras pessoas que lhe foram próximas em outras fases da vida e que estavam esquecidas pelo corre-corre cotidiano.

É preciso frisar que embora a oposição Júpiter-Plutão só ocorra no segundo semestre de 2013, o trânsito de Plutão por Capricórnio, ativa, em oposição, qualquer aspecto, ponto ou planeta em Câncer. Não é preciso esperar pela oposição para se vivenciar questões desse eixo. Urano, Netuno e  Saturno também atuam no despertar canceriano.

Nem sempre os exemplo são muito simpáticos.  Quando alguém lembra dos deslizes  do parceiro afetivo, cometidos há anos, numa briga de casal, está num processo plutoniano. Sobretudo se envolver questões familiares.  Traições,  fofocas e comentários da sogra ou cunhada, se incluem nesse rol.  Algo do tipo: …”você se lembra quando…”, “…não consigo esquecer que…”, mas sem dúvida que o processo de limpeza ajudaria a jogar fora de vez todas essas mágoas e ressentimentos que  ocupam espaço e fazem adoecer.

Adolescentes com espinhas no rosto, que denunciam a explosão dos hormônios e do desejo ainda mal compreendido, estão regidos por Plutão.

A maior parte das pessoas que tem me procurado, vivencia Plutão de um modo mais objetivo, questionando o estilo de trabalho, reconhecendo que trabalhar “para o outro” pode gerar bem menos segurança do que gostariam.

Empresas familiares podem viver conflitos entre manter a estrutura ainda sob o comando de poucos ou expandir vendendo parte do negócio para “outros”. As diferenças entre irmãos e primos pode aflorar, e não é fácil dividir funções e fazer com que tudo se desenvolva da melhor maneira.

É interessante acompanhar os trânsitos de Marte e Vênus e procurar as progressões que envolvam os dois planetas no mapa astral. Também é fundamental ver se é possível conjugar Plutão com Saturno, transformação-reconstrução. E Plutão-Júpiter-Urano, renovação pelas novas tecnologias, meios que aceleram tudo o que acontece no planeta, esteja ou não de acordo com nossa pequena vontade. Conjugar Plutão-Netuno é aceitação clara dessa Vontade maior do que tudo.