Plutão transitando por Capricórnio

Postado em 23 de dezembro de 2016 por Andreia Modesto

Plutão transitando por Capricórnio – Já existem muitos textos feitos para o trânsito de Plutão sobre Capricórnio desde 2008. Assim como Câncer, signo oposto, Capricórnio passa por experiências profundamente transformadoras.

Plutão é um planeta que pode gerar uma sensação de impotência, melhor dizendo, trazer experiências nas quais a força de vontade capricorniana não funciona, pois existe uma força superior operando e nos exigindo “passar por aquilo”.

Embora a maior parte das pessoas responsabilize Saturno pelas agruras da vida, muito mais difícil é enfrentar Netuno, Urano e Plutão, pois em algumas dessas experiências, a lógica matemática e as estratégias inteligentes não servem para nada.

Para o homem do século XXI que adora a ideia de que está no total comando de sua vida e acredita que destino é a soma das escolhas conscientes, Plutão pode ser uma puxada de tapete, um escorregão que deixa marcas.

Para o melhor e para o pior, Plutão é o grande iniciador e o livro da Liz Greene é uma referência até hoje: “Astrologia do Destino”, que está disponível na íntegra na web.

Recortei algumas experiências mais comuns que vi Plutão trazer, seja transitando pelo Sol ou pelo Ascendente, registrando que Plutão transitando pelo Ascendente é, até que alguém consiga provar em contrário, o maior trânsito que alguém pode enfrentar ao longo da vida. Morte-renascimento-morte.

– perda da figura paterna ou seu substituto (padrasto)
– perda brusca/reviravolta de trabalho; demissão e retorno ao mercado; ou a empresa é vendida para um outro grupo e se permanece no mesmo emprego, mas agora se pertence a um outro empregador
– problemas com chefias que resultaram em mudança radical de trabalho
– divórcio/ruptura afetiva
– chegada de filhos/netos/sobrinhos – um novo papel
– aposentadoria/fechamento de ciclo profissional
– fechamento de uma empresa/enxugamento da estrutura da empresa
– ruptura de acordos/ou simplesmente terminam e não são renovados
– fama brusca que acaba expondo demais a pessoa
– descoberta de talentos e dons totalmente desconhecidos anteriormente
– depressão
– envolvimentos afetivos intensos, profundos e transformadores, às vezes muito sexualizados, outras vezes com uma conotação espiritual forte
– iniciação mediúnica no kardecismo ou outras linhas espiritualistas
– aperto financeiro básico…corte de alguns gastos – do mesmo modo que pode trazer fortuna repentina e herança…
– desilusão e decepção com pessoas, pois de repente percebe o lado sombrio do amigo ou parente – ou se confronta com o seu próprio lado sombrio, quando não resiste a uma “tentação”…
– relacionamento com pessoas que (em teoria) seriam “proibidas” – o chefe – ou um triângulo amoroso/ou alguém muuuuito mais jovem
– perda financeira/sendo lesado por sócios ou parentes

Vi muitas vezes Plutão trazer poder profissional, mas de modo tão intenso, que meus clientes ficaram meio zonzos. Foram promovidos rapidamente e levaram um tempo até se acostumar ao novo papel.

Na maior parte das vezes, Plutão tem uma função “despojadora” e por isso os mitos associados à energia do planeta sempre falam da necessidade de se “entregar” algo de valor, ou seja, quebrar de vez o ego e a vaidade para conseguir vivenciar aquela experiência que o destino nos impõe.

Vi Plutão representar poder profissional, ganhos financeiros e despertar da sexualidade de modo feliz. Mas sei que mais frequentemente ele traz frustrações/desilusões, pois representa o lado mais sombrio da vida. E por isso, seja a carta do Arcano XIII do Tarô, ou o planeta que transita pelo nosso mapa astral, sempre tememos o que ele vai nos exigir.

Todo mundo tem Plutão em alguma casa e signo do mapa astral, enviando aspectos para outros planetas. Talvez um bom exercício fosse primeiro entender o Plutão do próprio mapa, para depois acompanhar o trânsito dele por Capricórnio.

E antes que comecem a ter frissons, é bom lembrar que o deus grego era muito bem casado, leal à esposa e muito rico, já que Pluto significa exatamente isso: “aquele que é rico”, pois possui não somente todos os minérios do fundo da terra, como as almas de todos os homens.