Previsões para 2016 – Um ano para ser produtivo, persistente e vencer os obstáculos com inteligência, paciência e amor

Postado em 22 de outubro de 2015 por Andreia Modesto

PLANETAS REGENTES DE 2016: JÚPITER, MERCÚRIO E SOL.

Pelos cálculos da Astrologia da Antiguidade, o planeta regente de 2016 é o Sol. Pela análise dos aspectos envolvendo o trânsito de Júpiter, Saturno e Nodo Norte, o ano será de Júpiter e Mercúrio, o que promete um avanço na área da ciência e tecnologia, um ano produtivo, apesar de todas as crises. O planeta Marte transita entre Escorpião e Sagitário, entrando em Escorpião nos primeiros dias de janeiro e terminando o ciclo em Sagitário em setembro, quando Júpiter entrará em Libra.

Podemos recortar a oposição Júpiter – Netuno que marca o final de 2015 e a quadratura Saturno – Júpiter-Netuno, muitas vezes envolvendo o planeta Marte conjunto a Saturno. E ainda, a quadratura Plutão-Urano.

O mundo gira rapidamente. Apesar de todas as crises, a vida continua insistindo e podem existir avanços grandiosos nas pesquisas na área de saúde e meio-ambiente.

Os signos mais favorecidos serão aqueles que suportarão as pressões e que se mostrarão curiosos e dispostos a participar de um mundo novo. Se considerarmos a regência de Leão associada a Mercúrio e Júpiter, podemos considerar que muitas pessoas poderão começar a trabalhar naquilo que realmente gostam (Leão) e se dedicar com todo o afinco (Júpiter-Mercúrio). Produtividade deve ser sinônimo de fertilidade. Arando a terra, amassando o pão, lapidando as pedras, geramos riquezas, do mesmo modo que sabendo aproveitar as habilidades melhores que possuímos, ao invés de fazermos escolhas equivocadas na carreira.

Saturno em Sagitário e Júpiter em Virgem é um combinação que nos faz pensar em estudos, pesquisas, viagens. A partir de setembro de 2016, Júpiter em Libra conjugado com Saturno em Sagitário, trará para primeiro plano as questões de justiça.

Uma orientação geral para todos os signos será:
– valorizar a disciplina que permite uma dose de produtividade maior
– não se dispersar
– evitar vibrar a energia das fofocas e boatos que nos fazem perder tempo à toa
– foco, determinação, organização
– eliminação de qualquer tipo de excesso
– economia, capacidade de síntese, indo direto ao que realmente importa
– preocupação com a boa saúde, evitando alimentos contaminados ou que possam levar a problemas sérios de metabolismo
– postura cooperativa no ambiente de trabalho e relações de igual para igual nos relacionamentos amorosos, sem nenhum tipo de dominação ou manipulaçao
– desejo de superar obstáculos e vencer limites, mas de modo planejado, estruturado, sem tantos riscos – postura estratégica

É importante insistir, tentar mais uma vez, fazer o melhor, desfazer se não ficou bem feito, fazer de novo. Com Netuno, saber se perdoar e entender que tentar fazer o melhor já é o bastante. Se não conseguiu, não precisa se culpar. Basta adiar um pouco, tentar de novo num outro momento. Mas é preciso que os projetos tenham início, meio e fim.

Considerando que a Lua estará em Leão no primeiro dia do ano e ainda, considerando a hipótese de trabalhar com a regência dos cálculos antigos, esse lado leonino pode fazer com que as pessoas queiram ter mais filhos, o que representa uma ponta de esperança. A força de Netuno e a regência do Sol trazem alegria e espontaneidade a um ano que se destaca pelas energias racionais e produtivas.

Júpiter entrará em Libra e antes do final do ano estará em quadratura com Plutão em Capricórnio. E ainda, fará oposição a Urano. A questão dos relacionamentos virá para primeiro plano. Mas a necessidade de se ter um senso de justiça é fundamental.

Homens e mulheres se sentem injustiçados dentro dos relacionamentos. Se confessam traídos, por motivos diferentes. Porque o outro se acomodou, se abandonou, ou realmente foi mais feliz com outra pessoa. Com diálogo sincero desde o primeiro encontro, é possível modificar esse quadro.

As perguntas de 2016 a cada um de nós são:
– O que posso fazer por mim mesmo? Como posso melhorar, progredir, saber mais sobre mim mesmo e sobre o mundo em que vivo? O que posso fazer para ser mais produtivo na minha vida pessoal, sabendo gerenciar as 24 horas do dia de modo a sobrar tempo para meu lazer e a companhia da família?
– O que posso fazer pelas pessoas que amo? Como ser mais tolerante? Como me colocar no papel do outro, no lugar do outro, conseguir entender como ele pensa e se sente? Como harmonizo meus relacionamentos de modo que a balança esteja sempre em equilíbrio?
– Que novos critérios devo ter em várias áreas de minha vida? Na medida em que estabeleço novos critérios, estou revelando novos valores. Devo sair de uma postura competitiva para uma postura mais cooperativa? Como fazer essa transição?

Quadraturas e oposições fazem parte. O céu exige atenção e alguns momentos podem ser de grande tensão. Mas os diamantes são formados sob enorme pressão e temperatura. Então, o resultado de 2016 poderá ser favorável para todos os signos. Basta tomar fôlego!

Para os pessimistas, é importante lembrar que, apesar de tudo, os escândalos afloram, as pessoas começam a se escandalizar com os erros cometidos por governantes, existe mais consciência sobre vários temas diferentes, e estruturas profissionais como os espaços de co-working, deixam claro que a competitividade das grandes corporações está chegando ao final. Tomar consciência dói, mobilizar-se para grandes mudanças nos tira da zona de conforto, se responsabilizar por parte das dificuldades que o mundo vive, incomoda. Mas é o que a vida nos exige, é assim que deve ser.