Previsões para o Brasil 2015-2016 – Resposta ao leitor – Previsões astrológicas para o Brasil

Postado em 1 de novembro de 2015 por Andreia Modesto

B. Pergunta sobre os prognósticos para o Brasil nesse segundo semestre de 2015 e 2016. Quem tiver tempo para procurar as previsões feitas pelos sites de Astrologia em 2014, vai descobrir que a maior parte dos astrólogos previu Aécio para Presidente. Ou seja, astrologicamente, Dilma Rousseff tinha menos chances que o mineiro Aécio. Numa disputa acirrada, Dilma ganhou com uma margem pequena de votos. Dilma entrou, mas não governa. São meses de total ingovernabilidade.

Fiz uma postagem questionando a data de 07 de setembro para a análise do Brasil atual. Do suicídio de Getúlio, passando pela morte de Tancredo próxima da posse, dos escândalos de Collor aos escândalos do Petrolão e Cia., a morte de Eduardo Campos, o jogo cassação Cunha-Impeachment Dilma, a violência diária, consumida e assumida, a eterna inflação, impostos abusivos, tudo aponta para o fato de que o melhor mapa para a análise do Brasil de hoje é o mapa da proclamação da República, festejada em 15 de novembro. Um país que é conhecido no exterior pela sensualidade das suas mulheres e que precisa de campanhas contra a prostituição infantil no nordeste. Até hoje, Pelé, nascido a 23 de outubro de 1940 é um símbolo do país. O petróleo como fonte principal de riqueza, a Petrobrás como símbolo de sucesso, roubos e fraudes. A “sombra” do partido dos Trabalhadores, que de heróis se transformaram em traidores do povo. Escorpião, na sua tradução “negativa”, rege a morte, a sombra, a transformação, os escândalos, o sexo, a prostituição, a traição, as altas somas de dinheiro, as quebras financeiras, as dívidas. Escorpião é o signo da morte, recheio dos jornais matinais, café e a lista das crianças, adolescentes, homens e mulheres de bem, mortos por bandidos ou pelo erro da polícia despreparada.

A tradução positiva de Escorpião se encontra em várias postagens que fiz sobre o signo da redenção, da magia, do perdão, da entrega, mas que não cabe aqui, na resposta objetiva ao leitor intitulado B. Basta escrever no espaço “BUSCAR” e virão todos os posts sobre o lado luminoso do signo.

Se a Independência do Brasil foi feita pelo príncipe português, a proclamação do estado republicano brasileiro foi obra de um golpe militar. Até a Conjuração Mineira foi obra de uma parte rica da sociedade e não um movimento popular.A visão do “Planalto” em Brasília, o governo ilhado, como num Olimpo, os governantes do Brasil parecem e estão distanciados do povo e protegidos. Seria diferente se ocupassem um espaço comum, se tivessem um endereço accessível, realmente perto do “povo” que pretendem representar.

Para uma análise ampla, seria preciso utilizar a data do descobrimento, regida por Touro, em 22 de abril de 1500, já que o país é mesmo tão rico em fontes de energias, beleza e exuberância da natureza. O mapa da Independência, na medida em que “nasce” um país independente, 07 de setembro de 1822, e o mapa da República, 15 de novembro de 1889, talvez podendo se arriscar a usar o mapa da posse de Prudente de Morais. Estou teorizando aqui, pois nem tive tempo de ver esse mapa, mas pode ser interessante.

Dilma, nascida em 14 de dezembro de 1947, tem o Nodo Sul em Escorpião. Lula, ex-presidente que marca uma transição histórica, é nascido com Sol em Escorpião, 27 de outubro de 1945.

É curioso que a data da proclamação da República tem a Lua em Leão e a data da Independência, tem o Nodo Sul e Vênus em Leão, como se existisse uma “permissão para o poder centralizado”, sendo que o Nodo Sul da proclamação da República está em Capricórnio, signo que pode permitir lentidão, burocracias inférteis, concentração da força na mão de poucos, assim como o Nodo Sul em Leão da data da Independência. A proposta dos dois mapas, é desenvolver a autonomia do país, permitir que se forme uma identidade nacional e a valorização do poder do povo. É a proposta.

Saturno transitou por Escorpião entre 2012 e 2015, sobre o Nodo Sul de Dilma e o Sol de Lula. Teria sido período para organizar as finanças, fazer reformas, conter a inflação. Mas não foi o que aconteceu e os escândalos se multiplicam. Para confirmar a importância do mapa da República, é preciso reconhecer o papel fundamental dos promotores públicos e da Polícia Federal, regidos todos por Escorpião e não por Virgem. Virgem é um signo de educadores, professores. No mapa da Independência, o Sol recebe influências de Júpiter, Nodo Norte e Plutão por trino. Seria a transformação pela produtividade e ação, valorização do conhecimento, novos contratos, expansão e modernização em novas direções. De qualquer modo, o Sol em Virgem está na casa 8, casa de Escorpião, signo que pode estar sempre trabalhando “para o outro”, se submetendo e não conseguindo gerenciar os seus recursos para si próprio, o que é fácil para Touro.

Publiquei em uma postagem anterior que eu tinha muita esperança no segundo semestre de 2015. Não tenho mais. A crise é política, mas se reflete na economia. Teremos um final de ano saturniano, frio, um Natal com poucas regalias e recompensas. Talvez o único presente seja nossa tomada de consciência. Até quando?

O país está em suspenso. O prognóstico é que Dilma tem pouquíssimas chances de continuar. Ela sairia pelo peso de Saturno transitando por Sagitário, o que já poderia ter ocorrido, desde setembro de 2015. Mas o Brasil é imprevisível.