Primeiro dia do ano. Marte em Escorpião, aspectos Plutão Sol e Urano Sol.

Postado em 1 de janeiro de 2016 por Andreia Modesto

O primeiro dia do ano vai terminar daqui a algumas horas. Em alguns países, o dia 02 de janeiro já se anuncia. Depois de tantos brindes e emoções, muitas pessoas ainda não incorporam as novas vibrações de presente e futuro. Ressaca, preguiça, mente confusa.

Como o nascimento do Sol, lentamente, vamos acordando, ascendendo e acendendo nossas luzes. Não há motivo para pressa, pois com o final de semana prolongado há tempo de sobra para se pensar na vida.

Se você acredita que ainda precisa se liberar de 2015, faça uma mentalização se limpando de sentimentos e sensações que já devem pertencer ao passado ao invés de continuarem a assombrar você. No Youtube, um passe virtual convida a fazermos uma comparação entre “as folhas envelhecidas que se desprendem das árvores” com todos os sentimentos que já não nos servem mais e que devem ir se soltando suavemente, pontos de amargura, tristeza, mágoa, raiva e decepção que se vão de nossas mentes para não mais retornar.

Aproveite a entrada de Marte em Escorpião no dia 03 e os aspectos formados por Plutão, Urano e Sol para promover o finalzinho da faxina. Você pode escolher a imagem que for mais adequada ao seu mapa: queimar culpas e mágoas, varrer tristezas, deixar o vento levar lembranças tristes, ou receber uma chuva refrescante sobre a mente e o corpo dispostos para um novo ciclo.

Muitas pessoas têm receio de Marte em Escorpião. Considerado um posicionamento intenso demais, pode estar associado a temperamentos explosivos ou inquietos na vida financeira e afetiva. É um posicionamento de extrema energia e motivação para a vida, capaz de morrer e renascer sempre com disposição de tentar de novo. Pode sentir e intuir num nível de grande profundidade e ter algum tipo de mediunidade que mais cedo ou mais tarde se manifestará.

Para ilustrar a primeira postagem do ano, a obra de Renoir, nascido em Peixes, 25 de fevereiro de 1841 em Limoges, França, com Marte em Escorpião, sensível e apaixonado, detalhe da bela e apaixonante obra, “Dança no Campo”.