Reflexões para a Lua Nova 01/09 – Eclipse solar

Postado em 1 de setembro de 2016 por Andreia Modesto

A primeira abertura de ciclo acontece quando nascemos. Começamos sem nenhuma autonomia por um bom tempo, refém do cenário dos pais ou avós. Outras aberturas de ciclo podem acontecer em vários outros momentos e podemos ser mais “donos” dessa nova história que começamos.

Em muitos livros de Astrologia, está escrito que nos primeiros 19 anos de vida, estamos resgatando dívidas da última vida e por isso nosso poder de escolha é pequeno. E que é aos 19 anos que começamos a ter uma independência espiritual maior.

Podemos abrir ciclos em  datas muito individualizadas, marcadas no nosso mapa astral pela passagem de algum planeta pelo nosso Ascendente ou sobre o nosso Sol ou Lua. São trânsitos e progressões que não são compartilhados com outras pessoas, mas fazem parte da evolução de nosso mapa astral individual.

Mas podemos escolher outras datas que impactam sobre a vida de várias pessoas e pegar uma boa carona nessa energia de renovação. É o que acontece amanhã, um dia especial para a reflexão sobre mudanças, a concentração de energias, as metas que se confirmam ou  são substituídas por outras com muito mais consciência e força.

Selecionei alguns pensamentos para esse momento. Não precisam aguardar até amanhã, 6 horas 04 minutos da manhã, na formação da Lua Nova. Podem mentalizar e desejar rumos novos com o comprometimento de jogar muita energia e  não perder o foco. Concentração do pensamento aliado a atitude justa e coerente com o que se deseja é o que alguns chamam de felicidade. Obviamente, é necessária alguma paciência, já que nada acontece da noite para o dia.

“Não espere condições perfeitas para começar algo. O começo de tudo é que cria as condições perfeitas”. Alan Cohen

“O peso do sucesso foi substituído pela leveza de ser um iniciante novamente, com menos certezas sobre tudo.  Isso me libertou para entrar num dos períodos mais criativos de minha vida”. Steve Jobs

“Existem dois erros que você pode cometer ao longo do caminho para a  verdade: não concluir o caminho ou nem começar”. Budha

“Comece fazendo o que é necessário; depois faça o que for possível fazer e em pouco tempo estará fazendo o impossível”. São Francisco de Assis