Resposta ao leitor

Postado em 12 de agosto de 2013 por Andreia Modesto

Um leitor pergunta quando é que os capricornianos deixarão de sofrer com a influência de Plutão – Plutão ainda vai ficar atuando sobre Capricórnio durante muito tempo. E pode ser que no mapa individual existam outras influências mais positivas ou negativas. O melhor não é ficar esperando a data em que um planeta se tornará mais brando ou deixará de fazer um aspecto forte. Plutão ficará em Capricórnio até 2023. É tempo suficiente para programar mudanças maiores de vida. Obviamente que os tempos de interferência dependem da data de nascimento, ou seja, dos graus dos ângulos, aberturas das casas ou graus dos planetas.

O ideal é fazer o estudo individualmente, completo, entendendo o que tal energia de transformação está exigindo e que outros planetas atuam em conjunto, facilitando, trazendo respostas e soluções ou pressionando ainda mais. Ou seja, essa pergunta não tem uma resposta objetiva e única. É muito subjetiva e tudo vai depender do contexto do mapa astral de cada um, não somente dos capricornianos mas de todos aqueles que recebem forte influência de Plutão mesmo que em outros posicionamentos relevantes do mapa astral.

 

A outra pergunta é a seguinte: Ter o Sol no Ascendente é o mesmo que  ter o Ascendente em Leão?

Quando um planeta faz conjunção com outro planeta ou envia aspectos para o Ascendente, ele traz um colorido especial para esse outro planeta ou para o Ascendente. Já vi planetas em trígono ou quadratura com o Ascendente marcarem o corpo físico de modo mais forte do que o signo ascendente.

Ou seja, ter o Sol no Ascendente não é o mesmo que ter o Ascendente em Leão,  mas traz sim, um colorido leonino ao modo como a pessoa se apresenta ao mundo.

Por exemplo:

Ter o Ascendente em Leão com Saturno em Leão sobre o Ascendente, pode  ter um jeito mais capricorniano e fechado do que aquele que tem Ascendente em Touro com o Sol no Ascendente, que pode imanar uma energia solar que o signo de Touro, por ser um signo do elemento terra, não possui.

Vale o mesmo para qualquer outra influência: ter a Lua no Ascendente traz qualidades cancerianas para o modo como a pessoa se apresenta para o mundo e mesmo em signos mais independentes como Aquário ou Áries, pode trazer representações cancerianas: aquela pessoa é maternal, embora não sufoque aqueles de quem gosta de cuidar; ou repete a personalidade da mãe ou tem preocupações com a comunidade em que vive.

Vale para qualquer aspecto. Um mapa que me marcou muito foi um mapa de uma canceriana que tinha Júpiter enviando um trígono para o Ascendente e revelava não somente uma postura mais arrojada (jupiteriana) como também uma história de vida de muitas viagens e amor aos estudos. Era longilínea, muito magra e ruiva. O lado canceriano ficava por conta de ser filha única e responsável pela herança artística e financeira de uma família marcada por mulheres fortes e à frente do tempo.