Resposta ao leitor: pode-se fazer o mapa astral sem horário de nascimento?

Postado em 2 de agosto de 2014 por Andreia Modesto

Um leitor pergunta se pode fazer o mapa astral sem o horário de nascimento, já que nasceu no interior, em casa, os pais já são falecidos e por mais que pergunte ou pesquise, não consegue ter ideia da hora de nascimento.

Vamos por partes:

1 – A maior parte das pessoas que não tem o horário de nascimento acaba conseguindo ter uma ideia da hora, o que torna mais fácil para o astrólogo fazer o “acerto de hora”. Basta perguntar a algum parente de mais idade ou procurar o papel da maternidade.

2 – Quando não é possível mesmo, no caso de crianças adotadas ou como no caso do leitor que pergunta, então, o astrólogo faz o “acerto de hora”, técnica que procura encontrar o horário de nascimento, com base em eventos importantes na vida daquela pessoa e também, os mapas dos relacionamentos mais próximos. Normalmente, os astrólogos têm questionários prontos, pedindo datas como cirurgias, viagens ao estrangeiro, data de formatura, início do primeiro trabalho formal, perda de parentes, doenças, casamento, nascimento de filhos, enfim, todas as datas de fechamento ou abertura de ciclo, marcantes na vida daquela pessoa. A conjugação com os mapas das pessoas próximas também ajuda muito. Se o filho nasceu com Sol e Marte em Virgem e o astrólogo está desconfiando, pelo estudo das datas importantes na vida do cliente, que o Ascendente está entre Leão e Virgem, será ponto para Virgem. O mais delicado é encontrar o grau do signo.

3 – Eu uso o questionário geral das datas marcantes na vida, mas também gosto de pedir ao cliente que ele próprio me envie – por livre escolha – datas que o marcaram muito, independentemente daquelas que eu pedi. Acredito que seja extremamente revelador. Peço que estabeleça uma prioridade. Alguns escolherão o nascimento do primeiro filho; outros escolherão a data da formatura. Já tive pessoas que escolheram a primeira viagem ao exterior. Outras, curiosamente, escolherão datas nada felizes, mas que abriram o canal de percepção para a espiritualidade. Ainda recebi datas como iniciação formal dentro de um caminho espiritual, datas de sonhos premonitórios, datas de festas, shows ou filmes, encontros com ídolos, cirurgias plásticas, enfim…Pela natureza da escolha feita, se foi uma data extremamente feliz ou o contrário, e pelo fato em si, já é possível dizer muito sobre aquela pessoa. E é possível começar a formatar a Roda das Casas, a partir do signo ascendente.

4 – O corpo físico diz muito da pessoa e na maioria das vezes, o corpo físico é marcado pelo signo ascendente. Mas, é preciso cautela, pois planetas enviando aspectos para o signo ascendente também podem ser observados frequentemente. Júpiter em trígono com o Ascendente em Câncer, mesmo que esteja em Escorpião ou Peixes, pode colorir o Ascendente com as cores de Sagitário, signo regido por Júpiter. Se o acerto de hora for feito para alguém que está em outra cidade ou país, é preciso um contato por telefone e preferencialmente skype. Porque “marcar o corpo físico” não precisa ser necessariamente os traços do rosto ou ainda, ser magro, gordo ou muito alto. Pode ser simplesmente o modo como a pessoa se apresenta: segura, tímida, confusa, objetiva, afetiva ou reservada. A energia que ela transmite no primeiro momento, no primeiro encontro. O que, obviamente, não tem a ver (necessariamente) com a sua essência.

5 – O acerto de hora é um estudo extenso e trabalhoso, mas gostoso de fazer, já que o astrólogo pode se sentir um pouco detetive, revelador da identidade daquela pessoa, ou melhor, aquele que confirma o que aquela pessoa já sente, sabe ou intui sobre si mesma. Quando não existe a menor ideia do horário de nascimento, o astrólogo se debruça sobre as vinte e quatro horas do dia, o que é um desafio maior. Quando se tem uma noção do horário, por exemplo, entre 18 e 21 horas, é bem mais fácil de se calcular, pois é preciso se trabalhar apenas sobre o movimento do céu por três horas.

6 – Existem outros recursos e inclusive livros escritos sobre eles. Pode-se trabalhar com a hora em que o sol nasceu, colocando sol sobre o ascendente (o mais comum e confiável, a meu ver), pode-se trabalhar colocando-se o ascendente a zero grau de Áries, a 15 graus de Áries, pode-se trabalhar com 6 horas da manhã, abertura do primeiro quadrante do dia, pode-se trabalhar com meio-dia, a metade do dia ou ainda, segundo alguns autores, colocando-se o grau exato do Nodo Norte como grau do ascendente. Aqui, não é feito um acerto de hora, mas usa-se uma técnica que permita saber bastante sobre aquela pessoa, sem pesquisar o horário de nascimento.

7 – Estou fazendo um estudo sem horário de nascimento. A cliente não quis “perder” tempo com a pesquisa. Nascida em 63, possui Plutão transitando perto do Nodo Norte; Plutão e Urano fazendo quadratura com o Sol e Júpiter transitando por Marte. Tem Plutão trígono Plutão de nascimento. Teve Júpiter transitando pelo Nodo Norte. Tem Netuno transitando sobre Quíron, que está em trígono com o Netuno do mapa de nascimento. Traz questões netunianas: problemas de hipotiroidismo, esquecimentos, falta de motivação. Saturno fez quadratura com Saturno e Vênus de nascimento e embora tenha se organizado financeiramente nos últimos anos, tem tido sonhos e intuições que possa vir a perder o dinheiro acumulado. É possível fazer um bom trabalho sobre os planetas e os aspectos formados entre eles, valorizando os trânsitos maiores e menores. Nas progressões, é preciso se tomar um pouco de cautela, mas pode-se trabalhar com elas. Enfim, é possível fazer uma leitura honesta, sem o horário de nascimento, conhecendo-se as limitações, mas com um grau de acerto muito alto, tanto na interpretação da proposta do mapa como nos prognósticos para os futuros meses.