Resposta ao leitor

Postado em 6 de agosto de 2013 por Andreia Modesto

Um leitor me perguntou sobre um sextil de Plutão em relação ao Meio-do-Céu. Como o blog já tem muitas informações sobre trânsitos de Plutão, pedi que ele visse as outras postagens e me enviasse os dados dele para que eu pudesse dizer algo mais específico.

Lembrei da história do elefante na terra dos cegos. A maioria já conhece a história que tem como finalidade, valorizar o contexto maior, a percepção do TODO de uma situação ao invés dos detalhes.

Entrando na terra dos cegos, o elefante causou rebuliço. Todos vieram apalpar o estranho animal. À noite, se reunindo para “discutir” sobre o que haviam percebido, descobriram que cada um deles havia percebido um animal muito diferente do que os outros haviam “visto”.

Aquele que apalpou o rabo do elefante, descreveu um animal bem diferente daquele que apalpou o corpo, daquele que apalpou a tromba, daquele que apalpou as patas, daquele que apalpou as orelhas, enfim…

Vale o mesmo para a Astrologia. Dentro do contexto do mapa do cliente que me pediu essa resposta – elaboração do tema – o tal sextil vai dizer muito pouco. Será preciso priorizar Netuno, Júpiter e Saturno, embora Plutão possa falar diretamente sobre:

– saúde de familiares ou dele próprio

– dinheiro (de herança e não necessariamente ligado a carreira)

– rupturas familiares ou afetivas ou mudança de residência

A leitura profissional tem que ser feita pelos outros três planetas e ainda é preciso ver as progressões. Enfim, dentro da estrutura – do contexto maior – esse sextil de Plutão terá um força bem menor do que lhe contaram ou ele leu em algum manual de Astrologia sobre a carreira. Quem atua, positivamente ou negativamente, com muito mais força, são os outros três planetas.