Sobre eclipses e horas sagradas

Postado em 12 de fevereiro de 2017 por Andreia Modesto

 “O seu espaço sagrado é onde você pode sempre encontrar você mesmo.” J. Campbell

Estamos entre dois eclipses, pois em 26 de fevereiro, a Lua Nova em Peixes marcará um momento de renovação profunda e importante, nos pedindo para reconhecer as emoções, dificuldades, integrando passado e presente e nos preparando para um novo ciclo onde poderemos estar mais leves em relação às cargas que trouxemos do passado.

Quando você reforma suas roupas velhas ou doa para alguém, você examina uma a uma, limpa o armário e decide se ainda dá para usar mais um pouco ou se é hora de renovar tudo. Faça o mesmo com suas emoções. Se não examinar com cuidado, vão continuar por debaixo do tapete, esperando a melhor hora para lhe dar um bom susto.

Esse período todo é perfeito para doar coisas, jogar fora, liberar, desprender. Como a água da chuva limpa o ar, a Lua Nova do dia 26 vai nos liberar de boa parte das toxinas da alma.

Mas essa postagem não serve apenas para cantar o poder da Lua. Não é apenas nas viradas da Lua ou nos eclipses que temos chances de nos renovar.

Todo o tempo a vida está nos dando chances, nos enviando possibilidades, permitindo abertura de novos ciclos, seja por algum planeta que transita pelo nosso Sol ou Ascendente, seja pelas vibrações da Numerologia, seja por um movimento retrógrado ou direto de um grande planeta como Saturno ou Urano.

A experiência da vida está aí. Algo que começou a ser plantado como vontade ou ideia há uns 3 anos ou mais, pode começar a tomar forma agora e o processo foi vivenciado e amadurecido na influência de vários planetas diferentes.

Toda hora é hora de viver e estar atento.

Algumas datas favorecem rituais, atitudes, escolhas, decisões e iniciativas. Mas estamos o tempo todo pulsando e a introspecção da Lua Minguante pode nos fazer perceber com clareza o que deveremos mentalizar na próxima Lua Nova.

Se você perder o aspecto da Lua, pegue carona em Júpiter ou Saturno, mas continue seguindo em frente, renovando e renovando, pois nesse mundo material, nada e ninguém está pronto!