VÊNUS EM CÂNCER

Postado em 12 de junho de 2016 por Andreia Modesto

Tarólogos sabem que algumas cartas podem ser interpretadas quando aparecem “invertidas”. Elas são vibradas ao contrário, negando ou dificultando a expressão daquelas qualidades. Não costumam ser positivas, exigindo atenção e certo trabalho para que possam se transformar em boa energia. Então, a carta do Sol invertida poderia indicar perda de vitalidade, perda de posição social, dificuldade em se impor e se expressar livremente. Algo bloqueia a auto expressão e será preciso entender a história da pessoa para orientá-la corretamente.

Astrólogos não trabalham com “planetas invertidos”, mas frequentemente reconhecemos que existe um bloqueio de determinada energia por outro planeta em aspecto, ou ainda, sem uma explicação clara e convincente, aquela pessoa não expressa aquela energia como deveria ou poderia. Ela não consegue.

Em alguns casos, porque não tem consciência.

É o caso do cliente que descobre na consulta que pode ir muito mais longe do que o seu Saturno permite, pois Urano está acenando na casa 9, casa de abertura, mas ele nunca se permitiu olhar para o alto.

Em outros casos, por defesa. Vênus e Júpiter na casa 7, casa do casamento, prometem novos laços amorosos felizes, mas ele usa a Lua em Escorpião para ficar olhando para trás e achando que vai repetir o divórcio que levou todo o patrimônio. E continua perdendo…não dinheiro, mas a vida.

Temos muitas maneiras de não viver os posicionamentos e aspectos astrológicos como poderíamos. O ser humano é sempre uma caixinha de surpresas. De algumas caixinhas saem flores, estrelas, flores. De outras, um pouco de tudo. E de outras estranhas caixas, sai um bocado de bobagem.

Fui pesquisar a doce Vênus em Câncer, que tem como sinônimo a palavra “aconchego”. Imagine-se tomando um bom vinho tinto, a lareira crepitando, seu cachorro servindo como travesseiro e seu amor enroscado em você. Ou a imagem de uma grande mãe preparando o lanche para seus filhos queridos, no final da tardinha de um dia de férias no verão, caprichando nos sucos naturais e sanduíches.

E agora, a revelação do seu dia: Donald Trump que já é o avesso do seu signo solar em Gêmeos, tem a doce Vênus em Câncer, que Obama e Clint Eastwood também têm. Aquele que promete o muro para deixar os mexicanos ilhados “do lado de lá” e que com certeza não se sensibiliza com a mais recente american tragedy em Orlando.

Astrólogos sabem que planetas em Câncer são comuns nos mapas dos políticos. E que homens tão masculinos quanto Clint Eastwood, que também é geminiano, podem se derreter pela esposa e permitir que ela guie a vida dele. Clint Eastwood distanciou-se da persona ariana construída por tantos anos como cowboy ou bad man, para expressar seu coração em filmes que arrebataram o mundo.

Obama chegou a presidência do maior país do mundo, guiado pela mão de uma figura materna forte e eu desconfio que nos bastidores da White House, é Michele quem manda no leonino.

Mandela era nascido com Sol em Câncer. Napoleão e dois ditadores Mussolini e Fidel também tinham Vênus em Câncer. Mas, a posição pode indicar apenas um carisma irresistível como no mapa de Dustin Hoffman, Natalie Portman e Angelina Jolie, que expôs o seu lado feminino (Câncer) com o problema do câncer de mama.

Podem argumentar que o problema de Trump é a Lua em Sagitário que pode ser autoritária e dona da verdade. Talvez, mas é a posição da Lua de Gilberto Gil, canceriano que daqui a alguns dias vai completar 74 anos:

“A paz, invadiu o meu coração
De repente, me encheu de paz
Como se o vento de um tufão
Arrancasse meus pés do chão”

Então, fazer Astrologia, exige muita atenção, assim como viver. Nem toda Vênus em Câncer canta o amor e expressa o desejo de união. A Lua em Sagitário do canceriano Gil, não tem nada de invertida:

“Eu pensei em mim
Eu pensei em ti
Eu chorei por nós…

Vim parar na beira do cais
Onde a estrada chegou ao fim
Onde o fim da tarde é lilás
Onde o mar arrebenta em mim”