Astro Destino
  • Astrologia e Preconceito – interpretações equivocadas
    download22

    Uma leitora não faz exatamente uma pergunta, mas tem um desabafo: é discriminada entre as amigas por ser geminiana. Elas “brincam” dizendo que ela jamais será estável na vida amorosa e que temem que ela seja mentirosa ou fofoqueira. Estão sempre “brincando” que não podem confiar inteiramente nela.

    A “brincadeira”, que obviamente faz parte de um grupo de pessoas que ainda não tem trinta anos, incomoda um bocado a geminiana, que diferentemente da maior parte das amigas do grupo, já definiu carreira e só teve dois namoros longos até agora.

    Em alguma página desse blog, fiz uma postagem sobre Astrologia e preconceito, mas não me referia ao preconceito que o astrólogo pode sofrer por parte dos “racionais” que duvidam da força do conhecimento astrológico, pois a maior parte das pessoas que duvida da Astrologia, em verdade desconhece como se dá o atendimento, acreditando que exista algum tipo de magia. Já tive clientes que perguntaram se poderiam vir portando relógio ou cordão de prata ou ouro, pois achavam que os metais poderiam interferir na consulta (!).

    Os signos que mais sofrem com as erradas e preconceituosas generalizações são:

    - Escorpião, que é tido como um signo que trai, que “apronta”, que age na surdina, que esconde as verdades, ou que tem um poder de sedução e uma preocupação com a sexualidade que “toma” a sua vida, não existindo espaço para nenhuma outra qualidade.

    - Capricórnio, acusado de ser carreirista, frio, calculista e viver unicamente para obter sucesso, mesmo que passando por cima das outras pessoas.

    - Áries, acusado de ser o “trator” do zodíaco, ambicioso, frio e agressivo em qualquer momento ou lugar.

    Talvez Gêmeos pudesse vir em quarto lugar, recebendo o rótulo de mentiroso e fofoqueiro por aqueles que não conhecem aquela pessoa regida pelo signo de Mercúrio.

    As pessoas têm necessidade de projetar seus problemas e frustrações para cima das outras. Um bode expiatório, um culpado, alguém que possa simbolizar o que elas não conseguem resolver dentro delas. Preconceito, ignorância, maldade e loucura são irmãos nascidos da mesma placenta. São cegos e podem destruir um bocado, se ao longo de uma vida, alguém está o tempo todo sendo acusado de ser algo que não é.

    Cancerianos podem ser acusados de serem infantis, taurinos podem ser acusados de serem avarentos, leoninos podem ser acusados de terem o rei na barriga…e por aí vamos. Aquário será acusado de ser sempre desorganizado e ninguém espera que Peixes se mexa para resolver alguma coisa.

    Mesmo nas consultas que faço, não é  raro que alguém se manifeste da seguinte maneira: “ – ele é sagitariano, já viu não é? daqui a pouco vai cair fora do relacionamento!” – Tenho clientes nascidos em Sagitário, funcionários públicos, estáveis, seguros, conservadores e que não caíram fora de nenhum relacionamento profissional, amoroso ou familiar, tendo muitos amigos e uma vida social rica.

    Algumas pessoas podem ser analisadas com ênfase no signo solar, com o predomínio do mesmo sobre todos os outros aspectos, planetas ou elementos e casas. Elas existem. Mas, existem também outras que vibram outras influências, sem que seja necessariamente o Ascendente ou a Lua.

    Vou dar um exemplo: Ascendente em Câncer com Nodo Sul em Leão na primeira casa. Sol em Capricórnio na casa 7 – Nodo Norte em Aquário na casa 7 – Lua em Sagitário na casa 6 – É uma estrutura complexa, onde existem influências do elemento água, terra, ar e fogo aparentemente todos muito fortes, sobretudo o elemento FOGO: Nodo Sul e Lua, regente do Ascendente. O Sol em Capricórnio está na casa 7, de onde se pode deduzir um reconhecimento da estrutura e força do OUTRO, o que não costuma ser comum com o Nodo Sul em Leão e menos ainda na casa 1. E um amor ao trabalho que também não é comum com o individualismo da casa 1

    Não existem regras, embora existam colocações mais fortes do que outras. Parte-se de uma premissa, mas ela pode ser abandonada na primeira esquina, melhor dizendo no primeiro aspecto que a derrube – ou não. Parte-se da premissa que o Sol em Touro tem facilidade para construir a vida financeira. Facilidade gerada pela preocupação nesse sentido. Mas, com Netuno em Escorpião na casa 8 em oposição ao Sol em Touro na casa 2, essa premissa é derrubada e é preciso encontrar outras ferramentas que ajudem esse taurino a obter essa segurança.

    Parte-se da premissa que Gêmeos precisa se comunicar para vibrar sua luz, o calor do signo solar. Derruba-se a premissa se o Sol estiver na casa 8, com o Ascendente em Escorpião, Mercúrio em Touro, Lua em Câncer. A dificuldade para se comunicar pode ser enorme, sobretudo se o Nodo Sul estiver em Sagitário.

    Ontem atendi uma jovem canceriana que tem o Ascendente também no signo de Câncer, Lua em Virgem e Nodo Sul em Aquário. É completamente diferente de tudo o que se pode ler sobre Câncer, pois a combinação Virgem-Aquário a levou a optar pela Medicina e segue na área da pesquisa em infectologia. Saiu da casa dos pais para cursar a universidade em outra cidade, já se casou e é completamente independente e dona da sua vida. É bastante afetiva, mas adia filhos para poder primeiro se organizar financeiramente e a razão e o bom senso predominam numa estrutura de personalidade que não tem espaço para nenhum tipo de dependência, medo ou insegurança.

    Um evento comum é alguém ter uma experiência negativa com um determinado signo e estender a possibilidade de se frustrar com qualquer pessoa nascida naquele signo. É um raciocínio pequeno, que faria com que todos os “Franciscos” pudessem agir da mesma forma com parentes, amigos ou amores. Então, se uma jovem se decepcionou com um namorado ou com uma amiga nascida em Libra (somente um exemplo), deduzir que todas as pessoas nascidas nesse signo irão mais cedo ou mais tarde, lhe trazer dissabores. É um pensamento fechado e tolo.

    Enfim, vou fazer uma lista de pessoas nascidas no mesmo signo e que são bastante diferentes entre si. Mas não é fácil vencer o preconceito, que é uma maneira de denegrir as outras pessoas e afirmar a si próprio. O que está por debaixo disso é medo do desconhecido. Melhor acabar com ele do que abrir a cabeça e abraçá-lo como parte de nós também.

    Trace um paralelo entre:

    Chico Buarque e Marilyn Monroe, ambos nascidos em Gêmeos

    Giovana Antonelli, Steve Jobs e Osama Bin Laden, todos nascidos em Peixes

    Angela Merkel e Fernanda Lima, expressões do signo de Câncer

    Deborah Secco e Dilma Rousseff, nascidas em Sagitário

    Você só entenderá a trajetória de Vladimir Putin, quando descobrir que ele tem Nodo Sul em Leão com Plutão conjunto ao Nodo, pois ele não revela a poesia e o encanto do signo de Vênus, tendo nascido em Libra, com quatro planetas em Libra, Lua em Gêmeos, Nodo Norte em Aquário e Plutão em Leão em trígono com Marte em Sagitário.

    Não fiz uma lista dos doze signos pelo fator “falta de tempo”. MAS, sugiro que façam uma pesquisa na internet e dessa forma poderão não somente quebrar qualquer tipo de “pré – ideia” sobre os signos, como entender que a Astrologia exige um mergulho, um aprofundamento que não se obtém nas leituras dos horóscopos de revistas ou manuais vendidos nas livrarias.

     

  • Resposta ao leitor: planetas, casas e aspectos importantes nas sinastrias e nos mapas de vocação ou redirecionamento de carreira
    sabinosky2

    O mesmo leitor pergunta quais os planetas, casas ou aspectos determinantes numa sinastria e também num mapa de vocação ou redirecionamento profissional.

    Existem alguns pontos fortes que precisam ser considerados, mas, cada um é uma caixinha de surpresas e cada casal também. É comum que os dois Ascendentes estejam próximos, conjuntos no mesmo signo ou com uma diferença de no máximo 10 graus. Aspectos envolvendo Vênus, Marte e Lua são sempre fundamentais para o bem estar e a harmonia. Mas, Saturno pode indicar compromisso, Plutão pode indicar atração física e relação transformadora, Urano pode tornar a relação estimulante, Júpiter indicaria sintonia intelectual e Netuno, um encontro de almas.

    Em algum lugar do blog, fiz uma postagem comentando sobre a importância de Mercúrio nas sinastrias. Pois, é muito importante que as pessoas FALEM do que sentem e do que desejam fazer de suas vidas.

    Se uma mulher tem necessidade de admirar o parceiro afetivo, o Sol desse parceiro deve cair na casa 9, 10 ou 11 do mapa dela, para que ele brilhe bem alto. E não na casa 7 ou na casa 4 e 5, onde não existiria esse tipo de sentimento de admiração – não necessariamente.

    Se o que se busca é uma relação que traga segurança acima de tudo, Saturno pode ser o principal planeta para ambos, ao invés de Marte e Vênus. Se o casal abdica de filhos e quer uma relação de aventuras, viagens, expansão e algum hobby a dois, Urano e Netuno serão mais importantes do que outros aspectos.

    Existem outras postagens sobre sinastrias, trazendo o óbvio: Vênus do homem sobre o Ascendente da mulher, Marte do homem em oposição a Lua da mulher, Saturno dela abrindo a casa 7 dele, enfim…importante também considerar que O MOMENTO é sempre a questão principal, o instrumento do astrólogo. O que diz o momento em que aquelas duas pessoas se encontram? E o que diz aquele momento de crise depois de 20 anos de relação feliz e estável? Ou, o contrário, depois de muitas crises, enfim, sob a influência de planetas mais tranquilos, a relação se estabiliza.

    Também é importante ver em cada estudo, como são os aspectos dentro do próprio mapa. Ela tem Urano conjunto Vênus e ele tem Urano quadratura Vênus. Ela tem Vênus conjunção Saturno e ele tem Marte em Capricórnio recebendo trígono de Saturno em Touro…

    Todos os aspectos precisam ser avaliados e todos eles são importantes, embora alguns como Ascendente conjunto ao Ascendente mostrem que possuem uma força maior. O que não garante que o relacionamento não possa viver fases de transformação ou crises, apontados por trânsitos ou progressões, ou que, outros aspectos envolvendo Mercúrio, Juno, Lua, Vênus e Marte, não possam trazer conflitos em diversas esferas.

    *****

    Sobre a vocação e as crises profissionais, é preciso ter o mesmo “jogo de cintura”, para interpretar corretamente. Também existem outras postagens no blog sobre essa questão. Tradicionalmente, os planetas, aspectos e casas profissionais são:

    Casa 2, casa 6, casa 10 e Meio-do-Céu

    Sol, Saturno, Mercúrio e seus aspectos

    O que se vê, entretanto é que atores irão definir carreira na casa 5 e médicos cirurgiões na casa 8 e 12.  Pedagogos optarão pelas influências da Lua, profissionais da estética usarão Vênus, atletas poderão se definir por Marte. Um professor universitário mergulha na casa 9 e muitos psicólogos bem sucedidos usaram as influências da casa 4, casa 7 e casa 8.  Esportistas, medalhas de ouro, costumam ser regidos por Áries ou terem Marte e Plutão bem proeminentes no mapa, já que entram em quadra para ganhar.

    É  bastante comum que a definição venha pelos Nodos. Nodo Norte em Gêmeos leva para a área comercial, vendas ou para o jornalismo e a publicidade. Nodo Norte na casa 5 marca o mapa de muitos artistas plásticos.

    Se acharmos que existe um determinismo pelo signo solar, não vamos entender que Elvis Presley e Rita Lee, ambos capricornianos, tenham optado pelo rock. Será que seriam mais felizes como administradores? E Shakespeare teria que ser banqueiro por ter nascido em Touro? Ou pode-se pensar que ele nasceu “antes do tempo”, já que grandes escritores são regidos por Gêmeos???

    Existe uma importância enorme das três “casas de futuro”, casa 9, 10 e 11, porque se você traça determinadas metas de futuro, isto também determina que tipo de atividade profissional você vai buscar. Se tem a Lua em Touro na casa 11, você não vai suportar atuar sem ter em vista uma boa segurança financeira, pois a casa 11 não é somente a casa dos grupos e amigos ou a casa dos anseios humanitários. Tenho clientes com Lua e Vênus em Touro na casa 11 que são extremamente reservados, têm poucos vínculos além de família, mas se mobilizaram toda a vida por uma situação financeira muito boa e tranquila.

    As crises profissionais, se são mostradas pelas casas 9, 10 e 11, podem revelar uma profunda insatisfação que levará a um redirecionamento de carreira mais radical. Ou não…tudo depende da estrutura do mapa, pois também pode se referir a uma mudança de “cima para baixo”, quando a empresa foi vendida, passando para as mãos de uma cultura completamente diferente, mas a pessoa continua atuando na empresa, embora seja como se tivesse passado para uma nova estrutura. É o caso de empresas americanas que foram vendidas para grupos japoneses ou empresas japonesas que foram assumidas por um grupo holandês (!).

    É preciso bastante cuidado quando a crise aparece pela casa 6, pois é uma casa do cotidiano e não se pode abrir mão de uma carreira apenas por causa de um par que não coopera ou é invejoso. A casa 6 é uma casa “pequena”, mas não uso no sentido pejorativo, mas sua dimensão, assim como a casa 3, casas que têm uma limitação no que se  refere a metas de futuro. São casas do “aqui e agora” e é preciso cuidado para não se confundir. Um bom exemplo, que pode parecer um exagero para os mais racionais, é o da pessoa que repensa a carreira em função de um par difícil, que não coopera. Ela pode estar emocionalmente tão desmotivada, que estende essa compreensão para um número maior de pessoas da sua área profissional. Quando os problemas estão na casa 2 (remuneração) e casa 3 e casa 6 (o “entorno” profissional), é preciso cautela pois pode ser possível melhorar financeiramente e também procurar um bom ambiente de trabalho, ao invés de jogar para o alto toda uma jornada de trabalho: carreira.

    As crises profissionais em sua maioria são positivas. É bom que alguém se canse do que faz, procurando ser mais criativo ou obter uma satisfação maior. É muito positivo que se queira “ir mais longe”. Mas, primeiro é preciso observar a própria estrutura do mapa. Será que a proposta do mapa astral permite uma virada radical ou não? É esse o primeiro ponto. Depois, vamos ver quais planetas, aspectos, casas envolvidas, pois não vale a pena jogar tudo para o alto por causa de um chefe que nos reprime. O sujeito pode ser demitido, transferido ou podemos aprender a lidar com ele. Se não houver mesmo saída, pode-se pensar em mudar de empregador, mas não de carreira.

    Mas, existem casos em que o esgotamento é enorme e existe um outro projeto bem concreto, um plano B já costurado ou possível de começar a ser alinhavado. É verdade que existem muitas fantasias sobre “o trabalho do outro”. O jardim do vizinho sempre nos parece mais verde, pois não sabemos o quanto ele suou para plantar cada graminha daquele chão.

    Olhar para o lado não costuma dar muito certo na escolha da carreira. O que serve para o João pode ser uma atividade que não tem nada a ver com o José. O melhor é observar a si mesmo, fazer reflexões e considerações, até ir a palestras e se inteirar de todas as possibilidades, mas sem nenhuma fantasia. Executivos que acham que se darão muito bem administrando uma loja ou qualquer tipo de “comércio porta aberta”, não têm a menor ideia de onde estão se metendo e a grande maioria (existem exceções), vai desistir em pouco tempo.

    Enfim, é preciso ver a estrutura do mapa, sua proposta profissional, os planetas envolvidos naquele momento, tudo o que se está descobrindo. Algumas pessoas têm um pouco de sorte. Haviam planejado a carreira num determinado sentido e fazendo um estágio em uma área bem diferente, descobrem uma paixão “por acaso”.

    O exercício de ficar listando os dons e talentos que se possui, nem sempre é a melhor forma para definir ou redefinir a vida profissional. Porque, todos nós temos muitos talentos diferentes. Tenho uma cliente que canta nos finais de semana num bar do bairro em que mora, com um cachê bem reduzido, pois é amiga dos donos. É dentista e bem realizada na carreira, além de ser sócia da irmã numa confecção de roupas. Faz a parte administrativa e a irmã apenas cria, tendo uma terceira pessoa para realizar as vendas. Seu carro-chefe é a Odonto, de onde vem o seu sustento financeiro e onde investe de verdade, com cursos, congressos, doutorados. As duas outras funções correm em paralelo, uma por puro prazer e a outra para dar uma força à irmã, criadora, mas desorganizada com dinheiro.  Essa cliente soube administrar diferentes talentos. Não investe dinheiro em cursos de canto ou administração financeira. São dons naturais que ela tem, mas não deseja e nem precisa aprimorar. E nem faria sentido, pois não pretende sobreviver nem de um e nem de outro.

    Quando se trata da vida profissional, mesmo quando a opção parece muito glamourosa como a dança clássica ou o canto lírico, é preciso foco, determinação e um bocado de sacrifício. Cantores sofrem com a voz, têm hemorragias nas cordas vocais e precisam estar sempre protegidos contra gripes e alergias. Bailarinos calçam as sapatilhas com os pés cheios de esparadrapos e gazes que escondem os machucados no final da turnê na Europa.  Um dos sacrifícios é evitar a dispersão e aceitar que o sucesso é maior quando se caminha por uma única trilha. Algumas pessoas podem ter carreiras duplas, que correm em paralelo bem sucedidas, premiadas e compensadoras, mas são extremamente raras.

    Com o grande número de “novas carreiras” que surgiram nos últimos tempos, a migração para um segmento completamente diferente tem sido comum e mais fácil. Vi engenheiros de construção civil migrar para a área de computação; arquitetos se tornarem artistas plásticos e artistas plástico montarem empresas de web-design. Também vi alguns raros executivos se tornarem donos de restaurantes com sucesso e tão apaixonados que nem lembram do tempo em que tinham salário fixo. “Cada um é cada um”, como se diz brincando.

  • Resposta ao leitor: Nodo Sul – como é interpretada a herança kármica das vidas anteriores
    PINK

    Um leitor escreveu perguntando sobre o Nodo Sul, o que ele realmente representa e como aparecem as vidas anteriores dentro da estrutura do mapa astral. O Nodo Sul pode ser interpretado como a grande herança que trazemos de vidas passadas e por isto, nos identificamos muito com o que está descrito no Nodo Sul ou Cauda do Dragão.

    Cauda do Dragão, Nodo Lunar Sul, Karma Sul

    Cabeça do Dragão, Nodo Lunar Norte, Karma Norte

    São valores, talentos, qualidades, posturas, experiências que vamos acumulando e que podem ser traduzidas como um comportamento condicionado. É por isto que muitos arianos com o Nodo Sul em Libra ou Peixes, pouco se identificam com a energia do signo solar, já que a herança de vidas anteriores é pacífica e amistosa. Nesse caso, as qualidades do próprio Sol estão sendo aprendidas, processo que demanda um esforço maior.

    O mesmo vale para qualquer exemplo em que o Nodo Sul seja muito diferente do conjunto de signos e força de planetas que aparece no contexto do mapa. Por exemplo: o Ascendente em Peixes, o Sol em Libra e a Lua em Câncer, não formam um padrão produtivo e racional. Ao contrário, a conjugação do elemento ar com o elemento água, é amorosa, criativa, subjetiva e pode ser mais receptiva-reflexiva do que produtiva. Mas, se o Nodo Sul estiver em Virgem ou Capricórnio, a coisa muda de figura. E existirá um lado muito pé no chão e preocupado com trabalho, sucesso e obtenção de uma boa segurança no plano material.  Mas, uma leitura honesta, não fica mergulhada no Nodo Sul. O Nodo Sul precisa ser analisado sim, para podermos entender que tipo de postura precisamos evitar nesta vida de agora.

    O Nodo Sul em Gêmeos, precisa evitar a dispersão e a tendência a pensar demais e agir de menos. O Nodo Sul em Sagitário, precisa evitar a tendência a extrema sinceridade que beira a rudeza. Obviamente que a leitura é mais complexa do que esse resumíssimo, já que é preciso avaliar não somente a extensão do próprio signo (Nodo Sul em Gêmeos pode ter uma antena para fofocas e intrigas – Nodo Sul em Sagitário pode sempre acreditar que o sentido de sua vida só pode ser encontrado fora do país de origem), mas também aspectos, as casas em que cai o eixo Nodo Sul-Nodo Norte, entendendo que as casas são tão importantes quanto a leitura do karma por signo.

    Mas, o mais importante é focar aqui e agora. Se o Nodo Norte está na casa 4, basta uma leitura aprofundada sobre a casa 4 no mapa daquela pessoa para lhe dar uma ideia muito exata do que ela precisa vivenciar. O Nodo Sul será lido como um ponto que pode ter muita energia positiva, mas que deve ser equilibrado, evitando-se os excessos.

    Se o Nodo Norte estiver na primeira casa, não é possível viver em função dos relacionamentos, mas é preciso abordar a casa 1 e ajudar o cliente a se reconhecer, a falar na primeira pessoa e a ditar seus desejos, vontades, anseios, independente dos relacionamentos – não está condenado a viver sozinho, mas busca o equilíbrio nas relações e o prato da balança do eixo casa 1 – casa 7 deve pesar para a sua autoestima.

    Quando os Nodos estão próximos da cúspide de outra casa, muitas vezes deve ser lido nas duas casas, obviamente, tanto o Nodo Sul como o Nodo Norte. O mapa é dinâmico. O mapa astral é um retrato do céu no momento do nascimento de uma pessoa, mas não se pode esquecer que o céu está em movimento e a visão desta “dinâmica” é fundamental para uma leitura correta.

    Gastar toda uma leitura descrevendo o Nodo Sul pode parecer escapismo. Porque compreender o Nodo Norte é rapidamente elaborar o Nodo Sul. Se existe a necessidade de encontrar espaço para o repouso e a reflexão (Nodo Norte na casa 12), imediatamente será necessário abrir mão de qualquer tipo de excesso na casa 6 (trabalho, atividades rotineiras) e os cuidados com a saúde estão implícitos.

    O que é o ideal é listar o que é necessário evitar. Uma lista bem objetiva, de modo que não existam dúvidas. Mas, a explanação maior deve cair sobre o Nodo Norte, motivo e direção da vida de agora, que precisa ser bem compreendido em todas as suas minúcias. É aqui e agora que importa viver e evoluir.

  • Atendimento à distância – O céu do segundo semestre de 2015, Júpiter em Virgem
    Signos-do-Zodiaco

    Algumas pessoas pediram para esmiuçar melhor como pode acontecer um atendimento à distância. O atendimento pode ser feito de três maneiras: por escrito, por skype ou mesclando o texto e o skype. Tudo vai depender do modo como cada um de nós gosta de ser atendido.

    Algumas pessoas gostam de ter tudo por escrito, pois desse modo, podem consultar o texto ao longo do ano. Outras gostam do contato por skype, onde podem tirar as dúvidas naquele momento. Outras pedem um primeiro texto e depois vamos para o skype para tirar as dúvidas sobre o texto ou aprofundar algum ponto.

    Eu combino com cada cliente. E o que é importante é saber que não é uma leitura fria, mas que permite interação, mesmo quando for feita unicamente por escrito. Eu troco emails com meus clientes até que ele tenha compreendido todas as informações.

    ****

    2015 – Júpiter e Nodo Norte em Virgem – avanço tecnológico, valorização da educação, descobertas da medicina

    Se a função da Astrologia é ajudar a prever, o ideal é que se avance um pouco mais na análise do momento “presente” e se possa ir mais à frente. Isto se chama planejamento.

    Em todos os sites e blogs, a festa é para Júpiter em Leão, merecidamente. Júpiter estava à vontade no signo de Câncer e está ainda mais feliz iluminando um signo do elemento fogo, elemento de Sagitário, signo regido por Júpiter. Então, podem existir muitas festas e motivos de comemoração, mesmo que Saturno em Escorpião peça algum comedimento.

    Mas, quando Júpiter entrar em Virgem em agosto de 2015, o céu estará se tornando absolutamente mercuriano. O céu do segundo semestre de 2015, terá:

    Sol, Júpiter e Mercúrio em Virgem (em agosto, Júpiter permanecendo em Virgem até setembro de 2016 –  Nodo Norte entrando no signo de Virgem. Em outubro de 2015, Vênus e Marte em Virgem.

    E Saturno entrando em Sagitário, em setembro. Movimentos de retrogradação de Vênus e Mercúrio.

    Então, do mesmo modo como aconteceu em 2014, 2015 será dividido em duas fases bens distintas. O primeiro semestre, muito parecido com o segundo semestre de 2014, e o segundo semestre, com um tom mercuriano de valorização do conhecimento.

    Se Saturno pressiona Sagitário e Júpiter expande o curioso e atento signo de Virgem, o céu parece motivador para quem acredita que vale a pena investir em educação, conhecimento, para quem ama as leituras e não gosta de limitações para a mente!

    O ano de 2014 e o primeiro semestre de 2015 têm uma conotação mais emocional e tensa do que as energias do segundo semestre de 2015. 2015, sobretudo a partir de agosto, poderá ser um período de crescimento para o Brasil, país regido por Virgem, por ser comemorado em 7 de setembro. E o céu das eleições em 2014 é um céu radical de mudanças, que devem e precisam balançar o modo como está estruturado o país. Ou melhor, como não está estruturado, pois o que se viu na Copa, foi uma organização e uma segurança circunstancial, válida para aqueles 30 dias, boa para os estrangeiros aproveitarem a festa.

    O que interessa nessa postagem, é lembrar a todos os signos, que se tiverem interesses, desejos, metas para estudar e viajar estudando, devem se programar para o segundo semestre de 2015. Os ventos soprarão a favor. O signo de Virgem é muito prático, de onde se deduz que o conhecimento será tangível, palpável, nada de teorias que não se confirmam na prática. Será um período de recompensas e colheitas, pois é essa a essência do signo regido por Mercúrio. Netuno em Peixes, Saturno em Sagitário, Júpiter e Nodo Norte em Virgem, enfatizam os signos mutáveis, signos duplos.

    Se Sagitário parece ser muito diferente de Virgem ou Gêmeos, é preciso lembrar que Mercúrio e Júpiter se davam muito bem no Olimpo. Mercúrio servia a Zeus que muitas vezes fazia vista grossa para suas traquinagens ou confusões. Mapas em que predominam planetas nos dois signos, estão associados a pessoas inteligentes, curiosas, que perguntam muito, criam respostas, criam perguntas, mentais mas não necessariamente frias. Inquietas e instigantes e com vidas extremamente ricas em experiências.

    Mas, por enquanto, Leão comemora apagando as velinhas!

  • Horóscopo Semanal: 21 a 27 de julho – Entrada do Sol em Leão e Lua Nova em Leão
    josephinewall-Leo-posters-16by20

    “Os sonhos nos guiam, a arte nos define, a matemática torna tudo possível e o amor ilumina nosso caminho.” Com base em M. Norton

    HORÓSCOPO SEMANAL

    Entrada do Sol em Leão em 22 de julho, terça, 18 horas 41 minutos

    Lua Nova – Sol, Lua e Júpiter em Leão em 26 de julho, sábado, 19 horas 42 minutos

    Urano retoma o movimento retrógrado

    Marte entra em Escorpião e faz quadratura com o Sol

    Mercúrio e Vênus em Câncer recebem oposição de Plutão, trígono de Netuno e quadratura de Urano

    A semana termina com um trígono entre Marte, Vênus e Netuno

    Toda Lua Nova é recomeço. E essa Lua Nova é especial, por coincidir com a entrada do Sol e de Júpiter em Leão. Depois de duas grandes mudanças no céu, a Lua enfatiza a energia do signo regido pelo Sol. Harmonia entre Sol e Lua, força na personalidade, na identidade, na vontade e desejo de ser de forma plena.

    O ser humano cria fórmulas sofisticadas e intrincadas. Ser, simplesmente ser, deveria ser um processo muito natural. Mas nunca é. As pessoas se confessam perdidas, confusas, quando muitas vezes a única questão é que se distanciaram delas mesmas, vivendo em função de solicitações externas. Nem sempre ser fashion é ser verdadeiro. Já vi pessoas se violentarem para seguirem a moda ou serem aceitas em determinados grupos.

    Com aspectos tensos entre Sol e Marte, é também preciso reconhecer que ser significa desenvolver-se e tornar-se cada vez maior. Isto não tem nada a ver, necessariamente, com poder financeiro ou capas de revista. Ou, pode ter, se esse for o caminho daquela pessoa. Depende da jornada, das escolhas que se deve fazer. Com Mercúrio e Vênus recebendo aspectos de pressão, liberação e mudanças, todos precisam prestar atenção ao que querem mudar. O que traz desconforto? O que não parece ser verdadeiro? Se o sapato aperta o pé, troque por um mais largo e esqueça as críticas do vizinho.

    Acredito que possamos manter um fio condutor da nossa essência como pessoas. Evoluímos a partir desse fio. Uma muda de rosas, jamais oferecerá jasmins ou lírios ao jardim. Mas pode mudar suas cores, pode ganhar mais altura e um brilho maior.

    A Lua Nova é a verdadeira Lua das feiticeiras. Magia não é feita sob os olhares enamorados para a Lua Cheia, mas no breu da Lua Nova.

    Mas a Lua em Leão, calorosa e apaixonada, brinca de magia de amor. Boa hora para encomendar bebês, renovar a vida, mostrar que apesar de tudo, continua sendo muito bom viver e convidar novas pessoas para participar dessa história. A semana termina com um trígono entre Marte, Vênus e Netuno. No mundo material, não é fácil encontrar espaço para a poesias ou devaneios, mas tente. Quem estiver em sintonia com essa energia, vai fazer conexão.

    *pintura Josephine Wall

Back to Top